Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

MAM e Capacete lançam edital para bolsas de estudo e residência artística

Programa vai contemplar doze artistas, durante cinco meses, com até 1 000 reais por mês. Já para os pesquisadores, bolsa será no valor de 1 500 reais

Por Marcela Capobianco Atualizado em 15 jun 2020, 15h37 - Publicado em 15 jun 2020, 14h13

O Capacete, residência artística internacional mais antiga do país, em parceria com o Museu de Arte Moderna do Rio (MAM Rio) lança, nesta sexta (19), uma convocatória para residentes e pesquisadores do estado do Rio de Janeiro.

+ Theatro Municipal ganha tour on-line

O programa de residências vai contemplar doze artistas, a partir de agosto deste ano, durante cinco meses. Esse módulo terá bolsas mensais de 750 reais no modo virtual e de 1 000 reais na forma presencial.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Já a iniciativa que concederá seis bolsas de pesquisa começa em setembro e terá duração de um semestre, com auxílio mensal de 1 500 por pessoa. Os candidatos podem se inscrever em apenas uma das chamadas.

+ Pandemia faz ateliês de artistas renomados do Rio entrarem em ‘ebulição’

Continua após a publicidade

“A parceria entre o MAM e o Capacete traz a oportunidade de abertura do museu para uma nova interação com projetos culturais de grande relevância no cenário nacional e internacional. O MAM está apoiando os processos que sustentam a teoria-prática da arte, buscando a reflexão a partir do novo cenário que se apresenta pela frente. A parceria sinaliza que o museu se permite ser uma instituição mais orgânica e conectada com a sociedade”, afirma Szwarcwald.

+ Quarentena: museus desenvolvem atividades para crianças

Com o olhar voltado para os profissionais do campo das artes e áreas relacionadas – com trajetórias de no mínimo três anos para as residências e de cinco anos para as bolsas – a convocatória visa apoiar e fomentar o pensamento artístico enquanto forma saudável de ação e relação no mundo. Os programas MAM | Capacete têm a intenção de incentivar o fazer artístico atento ao ‘novo normal’, do mundo pós-pandemia.

Partindo de seis eixos-temáticos, a convocatória para bolsas de pesquisa pretende atrair profissionais que estejam ou queiram engajar-se com: a arquitetura do MAM; arte e pedagogia; saberes e causas indígenas; arte africana diaspórica; museu e biodiversidade; e, ainda, espaços de arte experimentais e espaços de arte autônomos.

+ Fabio Szwarcwald: cultura brasileira ganhará protagonismo na economia pós-pandemia

A divulgação dos selecionados para o programa de residência será no dia 3 de agosto, através das redes das duas instituições. Em 17 de agosto, a equipe MAM | Capacete informará os seis selecionados para o programa de bolsas de pesquisa.

Continua após a publicidade

Publicidade