Clique e assine por apenas 4,90/mês

Júlia Rabello estreia solo on-line que une Shakespeare a questões femininas

Em Romeu & Julieta (e Rosalina), atriz encarna a donzela preterida pelo mocinho mais famoso das histórias de amor, mas sem perder o humor

Por Marcela Capobianco - Atualizado em 10 ago 2020, 12h00 - Publicado em 6 ago 2020, 18h41

Todo mundo conhece a trágica – e apaixonante – história de Romeu e Julieta, certo? No entanto, poucos espectadores se dão conta de que, no início da trama, o mocinho vai ao baile de máscaras à procura de Rosalina, jovem por quem está apaixonado. Ao se deparar com Julieta, Romeu se esquece imediatamente da suposta primeira paixão e aí se desenrola um dos enredos mais famosos de todos os tempos.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

O drama de Rosalina sempre instigou o dramaturgo Gustavo Pinheiro, que já vinha pensando num projeto para Júlia Rabello há cerca de um ano e meio. Procurados por Ana Beatriz Nogueira, à frente do projeto Teatro Já – com transmissões pela internet a partir do palco do PetraGold, no Leblon – não tiveram dúvidas: chegara a hora da história da jovem que nunca ganhou espaço na peça de Shakespeare ganhar a ribalta.

Nasceu, então, Romeu & Julieta (e Rosalina). O espetáculo, dirigido por Fernando Philbert, contou com seis semanas de ensaio.

Romeu & Julieta (e Rosalina): o dramaturgo Gustavo Pinheiro escreveu o monólogo estrelado por Júlia Rabello e dirigido por Fernando Philbert Cristina Granato/Divulgação

A partir deste sábado (8), Júlia sobe ao palco do PetraGold para sessões aos fins de semana, até 30 de agosto, sempre às 17h. Os ingressos custam R$ 10 e metade da renda é destinada a profissionais do setor que estão sem trabalho na pandemia. Na plateia, apenas um espectador representa o público, que pode estar espalhado pelo planeta durante a transmissão.

Continua após a publicidade

Distante dos palcos há cerca de cinco anos, Júlia, que estourou em 2012, com o vídeo Sobre a Mesa, do Porta dos Fundos, teve Covid-19 no início do período de isolamento e usou a quarentena para ‘voltar a ser dona dos próprios horários’.

Ela já tinha vontade de fazer um monólogo abordando questões femininas contemporâneas. Juntar o assunto à obra de Shakespeare foi um acerto que veio a calhar, segundo ela. “Pouca gente sabe que a história de Romeu e Julieta se passa durante uma peste. São muitas semelhanças com o tempo atual”, explica.

“Eu já fiz teatro e já fiz tevê. O mix disso tudo é a primeira vez. Vamos entender na prática como vai ser, mas o importante é seguir contando histórias interessantes. Afinal, esse hábito atravessa os séculos”, conta Júlia, que fará, de forma virtual, o primeiro monólogo da carreira.

“O teatro depende muito da presença do público, da troca entre o ator e o espectador. Vai ser estranho não ter o som das risadas e aquele momento de silêncio quando rola uma cumplicidade com a plateia. Vou descobrir na prática os caminhos do teatro on-line, mas é um privilégio estar em cena neste momento, dialogando com Shakespeare”, admite a atriz.

Romeu & Julieta (e Rosalina). Sábados e domingo, 17h. R$ 10. Ingressos pelo site do Teatro PetraGold. Até 30 de agosto.

Continua após a publicidade
Publicidade