Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Gal Costa lança álbum de duetos com cantores de diferentes gerações

Projeto reúne cantores como Seu Jorge, Rubel e Silva dando nova roupagem a clássicos gravados pela artista ao longo dos 55 anos de carreira

Por Marcela Capobianco 3 dez 2020, 13h00

Aos 75 anos, a cantora Gal Costa se uniu a músicos de diferentes gerações para lançar, aos poucos, as músicas que compõem seu próximo disco, com previsão de lançamento para fevereiro de 2020.

+ Fátima Bernardes: mais de 700 mil pessoas se solidarizam após doença

Os singles, todos duetos, estão sendo disponibilizados semanalmente em plataformas de streaming como Spotify, Deezer e também no YouTube.

O projeto reúne dez cantores dando uma nova roupagem a clássicos gravados por Gal ao longo dos 55 anos de carreira. Já foram lançadas as canções Avarandado, com participação de Rodrigo Amarante, Nenhuma Dor, gravada com Zeca Veloso, Juventude Transviada, dueto com Seu Jorge, e Meu Bem, Meu Mal, parceria com Zé Ibarra, da Dônica.

+ Teatro on-line: espetáculos que estreiam neste fim de semana

Continua após a publicidade

Nas próximas semanas, serão disponibilizadas na web parcerias de Gal Costa com Criolo, Rubel, Silva, Tim Bernardes, além do português António Zambujo e do uruguaio Jorge Drexler.

A ideia de preparar um álbum com parcerias musicais surgiu numa conversa por telefone entre a artista baiana e o produtor Marcus Preto, diretor-artístico do projeto, em meio ao isolamento social. Gal comentou que vinha sentindo que os jovens estavam ouvindo mais a música de sua geração do que antes da quarentena.

+ Novo texto de Gustavo Pinheiro escancara tabus da maternidade

Preto confirmou a impressão de Gal com dados: o consumo de música ‘de catálogo’ de fato aumentou na pandemia. Uma das explicações possíveis é que os clássicos trazem conforto à alma em momentos de incerteza. Já que não havia clima para pensar num álbum de inéditas, Marcus Preto e Gal resolveram, então, convidar artistas homens para dividir os vocais de sucessos com ela.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Por terem sido produzidas em meio à pandemia, as dez faixas de Gal 75 foram gravadas em seis cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Lisboa, Madri, Los Angeles e Vitória.

Continua após a publicidade
Publicidade