Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Festival seleciona artistas negras para intercâmbio virtual gratuito

A experiência vai juntar vinte mulheres negras de todo o país à artista britânica Marissa Lestrade em curso on-line

Por Marcela Capobianco 11 jan 2021, 12h43

O Festival Frente Feminina (FFF) abriu inscrições gratuitas para a residência artística EnCena Preta: Afetividades, Ancestralidades e Brasilidades em Narrativas Performáticas.

+ Coronavírus: Marcelo D2 e esposa estão infectados

A experiência vai juntar vinte mulheres negras de todo o país – sendo dez do Distrito Federal e as outras dez dos demais estados brasileiros – à artista britânica Marissa Lestrade, engajada em um trabalho com meninas e mulheres em situação de vulnerabilidade na África.

As interessadas têm até o dia 24 de janeiro para fazer a inscrição. Podem participar artistas negras – cis ou transexuais – a partir de 18 anos de idade, que tenham experiência em teatro, performance, dança, música, audiovisual, circo, palhaçaria ou linguagens correlatas às artes performativas. A residência vai acontecer virtualmente, de 8 a 22 de fevereiro, e vai contar com tradução simultânea para o português.

+ Plano de combate à Covid-19 nas favelas vai apoiar 140 projetos

O link das inscrições pode ser acessado por aqui.

Cada artista que participar do intercâmbio gravará um vídeo que vai integrar a programação da segunda edição do FFF, marcado para todos os fins de semana de março (dias 6, 7, 13, 14, 20, 21, 27 e 28). Todas as atividades, ligadas ao tema Afrofuturismo, serão on-line.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

“Nesta edição, queremos celebrar os corpos e vozes das artistas negras do nosso país. Isto ajuda a resgatar a ancestralidade africana dessas artistas relacionando com o que significa ser artista negra no Brasil”, define Larissa Mauro, curadora da Encena Preta com as atrizes Mariana Nunes e Shirley Cruz.

Continua após a publicidade
Publicidade