Clique e assine por apenas 4,90/mês

Falta chope na Cidade do Rock, e público reclama de água quente

Vendedores ambulantes não conseguem suprir o público com chope na sexta edição do festival

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 5 dez 2016, 11h54 - Publicado em 19 set 2015, 02h08

+ Lixo causa transtorno no festival

Em um longo giro pela Cidade do Rock, de duas horas, a equipe de reportagem de VEJA RIO não esbarrou com sequer um vendedor  de chope. Quando um, finalmente, apareceu, a multidão partiu para cima do ambulante, que ficou abarrotado de pedidos. “A nossa equipe está desfalcada. Vários vendedores faltaram, porque chegaram atrasados e foram impedidos de entrar no festival. Somos apenas 120 circulando”, explicou. Detalhe: o público estimado no festival, nesta sexta (18), é de 85 000. No sábado (19), o esperado é que o contingente de vendas esteja normalizado para atender aos fãs do rock, que reclamaram ainda da temperatura da água vendida no gramado: quente.

+ Quanto custa comer e beber no Rock in Rio

+ Dez lanches saudáveis na Cidade do Rock

Publicidade