Clique e assine por apenas 4,90/mês

Exposição de fotos retrata grupos de Clóvis

Francês passou sete anos registrando as criaturas assustadoras que participam do Carnaval no subúrbio

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 5 dez 2016, 12h22 - Publicado em 23 fev 2015, 17h52

 

A partir desta quarta (25), a Aliança Francesa de Botafogo recebe a exposição Bate-Bola – Rio, Carnaval Secreto, com fotos do francês Vincent Rosenblatt retratando um lado diferente do Carnaval carioca. São 45 imagens inéditas dos grupos de Clóvis– ou bate-bolas como ficaram conhecidos, uma tradição que começou no início do século XX e acontece até hoje no subúrbio. Os registros foram feitos durante os carnavais de 2007 até 2014 em locais como Marechal Hermes, Madureira, Oswaldo Cruz, Guadalupe e Cidade de Deus.

+ Fotos antigas do Rio são exibidas no IMS

+ As melhores exposições da semana

O público poderá conhecer personagens formados pelo resultado de cruzamentos improváveis entre o Arlequim e quadrinhos de Mangá japonês, ou um misto de guerreiro Africano e herói ou vilão do cinema de Hollywood, que brincam de aterrorizar e fazer travessuras pelas ruas. “Longe do Carnaval ensaiado e televisionado, estes personagens conseguem um espaço irredutível de resistência do espirito libertário do Carnaval das origens, recheado de mensagens e significado complexo, atualizado a cada ano, ignorados pela maioria dos cidadãos oriundos dos bairros mais favorecidos”, comenta Vincent Rosenblatt.

Galeria da Aliança Francesa de Botafogo. Rua Muniz Barreto, 730. Visitação: de segunda-feira à sexta-feira, das 10h às 20h, sábado de 9h às 13h. Até 25 de março. Entrada Franca. http://www.rioaliancafrancesa.com.br

 

Publicidade