Clique e assine por apenas 4,90/mês

Exposição mostra vida da alta sociedade carioca no século 20

Laurinda dos Santos Lobo e a Belle Époque Carioca leva o público às reuniões na casa da milionária

Por Rafael Sento Sé - 29 jun 2018, 08h00

Apesar de baixinha, a milionária Laurinda dos Santos Lobo (1979-1946) não passava despercebida onde quer que fosse. Coberta de joias e usando chapéus de refinadas grifes parisienses, como se pode notar ao lado, ganhou do escritor João do Rio o apelido de marechala da elegância. Na casa de sua família, onde hoje está instalado o Parque das Ruínas, recebia intelectuais e artistas para as mais concorridas soirées. Parte da atmosfera da época será rememorada em Santa Teresa, na exposição permanente Laurinda dos Santos Lobo e a Belle Époque Carioca, em cartaz no centro cultural que leva o nome da carismática figura da alta sociedade carioca no bairro.

Bronze revelado

Quinta da boa Vista recebe Feira Medieval Carioca

Rio perde vagas de emprego em maio

Continua após a publicidade

Arquiteto cria mapa de demandas sociais do Rio

Publicidade