Clique e assine por apenas 4,90/mês

Cheirinho de bolo

Um aroma doce surpreende a plateia ao tomar o teatro durante as sessões de Emily

Por Rafael Teixeira - Atualizado em 5 dez 2016, 14h24 - Publicado em 10 jun 2013, 13h24

Há um irresistível clima de aconchego em Emily, monólogo estrelado por Analu Prestes em cartaz até domingo (16) no Teatro Poeirinha. Adaptação de Eduardo Wotzik para o texto de William Luce, o espetáculo leva a poetisa americana Emily Dickinson (1830-1886) à cena como se estivesse recebendo amigos em sua casa. Logo no início da peça, essa atmosfera intimista é reforçada por um detalhe arrebatador. Um delicioso cheiro doce invade a sala, evocando o bolo de melado que era o preferido de Emily. O segredo é simples: uma mistura de essência de laranja e baunilha que o contrarregra põe na saída do ar-condicionado.

Publicidade