Clique e assine por apenas 4,90/mês

Dez programas imperdíveis neste fim de semana

VEJA RIO selecionou dez atrações para deixar seu fim de semana mais animado. Destaque para o show de Carlinhos Brown, neste sábado (23)

Por Redação VEJA RIO - 22 dez 2017, 16h06

Museu do Amanhã celebra 120 anos do Morro da providência

1_FIT_FELIPE FITTIPALDI

Parte da programação especial de seus dois anos de funcionamento, o Museu do Amanhã celebra, neste sábado (16), os 120 anos do Morro da Providência. A primeira favela do Brasil e vizinha do Museu é homenageada no evento 120+2: o dia terá atividades para todas as idades, como roda de conversa com moradores e convidados, roda de leitura, apresentações de música e dança, oficina de pipa e cinema, entre outras. Confira a programação completa no site.

Praça Mauá, 5, Centro. Sábado (16), 11h. Grátis.

Museu Nacional de Belas Artes

Iara Venanzi/Divulgação

 Francisco Goya, Rembrandt, Édouard Manet e William Hogarth (foto) são alguns dos nomes presentes na mostra Imagens Impressas: um Percurso Histórico pelas Gravuras da Coleção Itaú Cultural. As 150 obras exibem diversas técnicas de impressão sobre papel e foram produzidas entre os séculos XV e XIX. O palacete histórico no Centro também abriga o Festival de Esculturas do Rio, com peças de acervo e criações de expoentes como Abraham Palatnik e Ivan Navarro, e a Bienal da EBA, que celebra o aniversário de dois séculos da Escola de Belas Artes com pinturas, gravuras, desenhos, colagens, esculturas e fotografias de 39 artistas. Avenida Rio Branco, 199, Centro. Terça a sexta, 10h às 18h; sábado e domingo, 13h às 18h. R$ 8,00 (grátis aos domingos).

Instituto Moreira Salles

Produtora AMaréVê/Divulgação

 Após um mapeamento fotográfico realizado por moradores e projetos sociais de cinquenta  comunidades cariocas, a artista mineira Rosângela Rennó montou a exposição #RioUtópico. Em comum nos lugares escolhidos, nomes que apontam contradições: Campo da Paz, Jardim Paraíso e Morada dos Sonhos são algumas favelas que serviram de cenário para as imagens. A foto acima, da Produtora AMaréVê, foi feita em feira na Rua Roberto da Silveira, no Parque União. O instrutivo passeio se completa com a mostra Conflitos: Fotografia e Violência Política no Brasil 1889-1964, reunião de imagens de conflitos armados, da Proclamação da República à instituição do AI-5, marco do endurecimento da ditadura militar no Brasil. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis.

Show de Carlinhos Brown

Carlinhos Brown: trabalho novo Ricardo Prado/Divulgação

Batizada como Africanitta, a parceria com a cantora Anitta é um dos destaques do álbum Semelhantes, de Carlinhos Brown, que será lançado em duas noites. A música une o batuque do músico baiano a batidas eletrônicas e um toque de reggaeton. A mistura domina outras faixas do trabalho, que concilia a influência africana com levadas roqueiras e suingue brasileiro, e conta com a participação do conterrâneo Mateus Aleluia, do uruguaio Jorge Drexler, do saxofonista americano Walter Blanding e de Clara Buarque, filha de Brown. Blue Note Rio. Avenida Borges de Medeiros, 1424, Lagoa (Complexo Lagoon). Sexta (22) e sábado (23), 20h e 22h30. R$ 165,00 (lounge) e R$ 235,00 (lounge premium).

Pretinho da Serrinha comanda a segunda edição do Samba Iaiá

Pretinho da Serrinha recebe convidados no Samba Iaiá Tarso Ghelli/Divulgação

Capitaneado por Pretinho da Serrinha, o Samba Iaiá, encontro mensal de artistas de diferentes gerações em torno de clássicos das rodas, chega à segunda edição com novos convidados. O anfitrião da festa abre os trabalhos com uma homenagem a Dona Ivone Lara. Depois, recebe no palco as cantoras Mariana Aydar, Mariene de Castro e Iza, que passeiam por outras pérolas de grandes damas — Mariene visita o repertório de Beth Carvalho, enquanto Mariana lembra Zé do Caroço, de Leci Brandão. Mestres como Paulinho da Viola e Cartola também serão contemplados. Outra presença confirmada, João Bosco evoca Heróis da Liberdade, clássico da Império Serrano, de Silas de Oliveira e Mano Décio. Fique de olho: uma aguardada atração-surpresa está prometida. Circo Voador. Arcos da Lapa, s/nº, Lapa. Quinta (21), 21h. R$ 80,00 (1º lote).

Continua após a publicidade
Patinação no gelo 

Máquina Cohn & Wolfe/Divulgação

Fun on Ice. Com capacidade para 100 pessoas, a pista oferece patins e equipamentos de segurança aos usuários. Profissionais ficam disponíveis para aulas particulares e o espaço ainda conta com shows de patinação e disputas de hóquei. Rec. a partir de 5 anos. Barra Garden Shopping. Avenida das Américas, 3255, Barra. Segunda a sábado, 14h às 22h; domingo, 14h às 21h.
R$ 40,00 (uma hora).

Estação On Ice. As pistas têm som computadorizado, iluminação especial, temperatura ambiente de 18 graus e equipamentos de segurança. Rec. a partir de 5 anos. NorteShopping. Avenida Dom Helder Câmara, 5332, Cachambi. Américas Shopping. Avenida das Américas, 15500, Recreio. Segunda a quinta, 15h às 21h; sexta, 14h às 22h; sábado, 13h às 22h; domingo, 13h às 21h. R$ 40,00 (uma hora).

Zoológico oferece aulas de culinária para alimentar animais

Felipe Fittipaldi/Veja Rio

Na aula, a turma aprende a fazer comidinhas para ursos, girafas e elefantes, entre outros moradores ilustres do lugar. A oficina Pequenos Chefinhos faz parte do programa Verão RioZoo, que ainda inclui sessões de falcoaria — em que as crianças têm contato bem próximo com aves de rapina —, apresentações musicais, tirolesa e partidas de street soccer. Nos dias úteis, as atividades são gratuitas. No fim de semana, a participação custa R$ 10,00, além do ingresso no parque. Rec. a partir de 5 anos. Parque da Quinta da Boa Vista, s/nº, São Cristóvão. Segunda a sexta, 10h às 17h; sábado e domingo, 9h às 18h. Domingo (24), 9h às 14h; segunda (25), 13h às 18h; domingo (31), 9h às 15h. R$ 20,00.

Exposição de Eduardo Sued

MUL.TI.PLO ESPAÇO ARTE/Divulgação

Quem está acostumado com as cores vivas que ornam as pinturas de Eduardo Sued vai se surpreender com as obras inéditas da mostra em cartaz na Mul.ti.plo Espaço Arte. Prestes a completar 93 anos, o artista conversa sobre a sua nova fase, baseada na simplificação.

O que inspirou a nova leva de criações? Assim como Pablo Picasso, Henri Matisse e Paul Cézanne, estou vivendo um momento de simplificação da minha arte. Essa redução norteou os meus trabalhos.

De que forma podemos interpretar a ausência das cores? Também se nota nas cores essa simplificação: onde antes havia uma coleção delas, hoje vemos pouquíssimas. Considero isso suficiente para a expressão de um quadro atualmente. A ideia é que a obra consiga se multiplicar nessa ausência de cores.

Qual dica o senhor daria aos visitantes da mostra? Nesta exposição, o quadro é praticamente ausente, então é preciso ter um olhar apurado para que ele apareça. Espero que o espectador consiga se debruçar nas obras até que haja uma introjeção naquilo que não se vê.

› Mul.ti.plo Espaço Arte. Rua Dias Ferreira, 417, sala 206, Leblon. Segunda a sexta, 10h às 18h30; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 20 de janeiro.

Centro Cultural Banco do Brasil

Felipe Fittipaldi/Veja Rio

Instituição prestigiada no coração da cidade, o CCBB oferece dois ótimos motivos para a visita. A divertida individual O Corpo É a Casa apresenta trabalhos do austríaco Erwin Wurm que incitam reflexões sobre padrões de consumo e o culto à beleza. Como faz em Mr. Mutt (foto), por exemplo, o artista cria curiosas intervenções sobre objetos conhecidos. Na série Esculturas de Um Minuto, ele convida o público a se tornar parte da obra. Na mostra Un Moment Si Doux estão reunidas raras fotografias em cores do francês Raymond Depardon, tiradas em viagens por países da Europa, da África e da América Latina. Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis.

A chegada de Lampião no inferno

Simone Rodrigues/Divulgação

Criada em 2009 pela Cia. PeQuod, a montagem A Chegada de Lampião no Infernoganhou lugar de destaque na trajetória do grupo especializado em teatro de animação. O texto, livremente inspirado no cordel homônimo de José Pachêco, também usa passagens de A Divina Comédia, de Dante Alighieri, para desbravar a cultura brasileira. Na ficha técnica, André Abujamra assina a trilha sonora, e a narração é do ator Othon Bastos. Em curta temporada, com início previsto para esta quinta (21), a peça encerra a programação do projeto Terceiro Sinal, que levou um vasto cardápio de apresentações para o Teatro Dulcina sob a batuta de Miguel Vellinho — também diretor do espetáculo (70min). 16 anos. Teatro Dulcina. Rua Alcindo Guanabara, 17, Cinelândia. Quarta a domingo, 19h. R$ 30,00. Até o dia 30. Não haverá sessão no domingo (24).

Continua após a publicidade
Publicidade