Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Dez motivos para visitar a nova Praça Mauá

VEJA RIO selecionou alguns dos destinos mais interessantes que fazem valer um passeio parar conhecer a obra de revitalização na região histórica

Por Redação Veja Rio Atualizado em 2 jun 2017, 12h18 - Publicado em 18 dez 2015, 21h15

Inaugurada em 1910 como marco do novo porto da cidade, a centenária Praça Mauá volta a ganhar protagonismo com as obras de revitalização da área. O ponto alto é a inauguração do Museu do Amanhã, no sábado (19), mas o entorno é muito atrativo. A região voltou à luz com a demolição da Perimetral e um passeio para conhecer novos espaços e rever antigas atrações. Veja Rio listou dez atrações para se começar a aventurar pela remodelada paisagem.

museu-do-amanhã
museu-do-amanhã

Museu do Amanhã

O prédio criado pelo arquiteto espanhol Santiago Calatrava mistura ciência e arte com muita tecnologia. O conteúdo é apresentado de forma interativa e conduzido por uma narrativa. A proposta é examinar o passado, apresentar tendências e explorar cenários possíveis para os próximos 50 anos a partir das perspectivas da sustentabilidade e da convivência.

Museu de Arte do Rio
Museu de Arte do Rio

Museu de Arte do Rio

Erguido em dois prédios, o antigo Palacete dom João VI e um terminal rodoviário, o centro cultural exibe em suas galerias diferentes exposições que ajudam a contar a história da cidade. O museu que foi inaugurado em março de 2013, atualmente recebe quatro mostras, uma delas, um panorama dos 50 anos de carreira do renomado fotojornalista Evandro Teixeira.

mosteiro de sao bento
mosteiro de sao bento

Mosteiro de São Bento

Santuário da ordem beneditina é uma verdadeira joia da arte colonial brasileira. Construída entre 1633 e 1671, tem o interior forrado com talha dourada. Todo domingo, às 10h, a missa é celebrada com órgão e canto gregoriano. Além disso, está aberto diariamente para visitação. Recentemente a igreja passou por um grande processo de restauro e a renovação do espaço é um convite para quem já conhece o local.

Sacadura 154
Sacadura 154

Sacadura 154

O espaço de eventos reúne todas as tribos em diversos. O local tem uma enorme pista de dança com um deck e piscina próximos. O espaço costumeiramente abriga festa e shows descolados, em sua maior parte organizadas pelo Queremos (queremos.com.br), que traz artistas de renome, bancados por meio de um crowdfunding dos fãs.

Pedra do Sal
Pedra do Sal

Pedra do Sal

Continua após a publicidade

Marco na cultura negra carioca, o local tornou-se ponto de encontro para os amantes de samba e do choro. Os degraus entalhados na pedra a partir do Largo João da Baiana dão no Morro da Conceição. Considerada berço do samba carioca, tem em sua história frequentadores famosos como Pixinguinha e Heitor dos Prazeres. A mais tradicional roda de samba acontece ás segundas-feiras, às 18h.

FF_Observatorio-Valongo-Rio
FF_Observatorio-Valongo-Rio

Observatório do Valongo

Parte da Universidade Federal do Rio de Janeiro, o observatório foi fundado em 1881. Desde março o centro de estudos astronômicos abriu suas portas para que interessados em observar os astros possam se aventurar. O espaço está aberto de segunda a sexta-feira, das 11h às 16h.  Lá é possível utilizar três telescópios, um deles o mais antigo do Brasil, de 1876.

Brasserie-Lapeyre_Ambiente_
Brasserie-Lapeyre_Ambiente_

Brasserie Lapeyre

Destino para amantes da gastronomia francesa, o restaurante é uma bem-sucedida parceria do chef Ricardo Lapeyre com o restaurateur Eurico Cunha. Os clientes delícias como as terrines num espaço com mesas cobertas por toalhas brancas e cadeiras de madeira clara, que oferece almoço ao som de standards ao piano.

Cais do Valongo
Cais do Valongo

Cais do Valongo

O local construído em 1811 para o desembarque e comércio de negros escravizados ressurgiu aos olhos dos cariocas depois das obras de reurbanização da área em 2011. Por lá de mais de 500 mil africanos, mas ao longo dos anos foi transformado, especialmente em 1843, quando foi o local de desembarque da imperatriz Teresa Cristina, mulher de dom Pedro II. Por este motivo o porto passou a se chamar Cais da Imperatriz.

Angu do Gomes
Angu do Gomes

Angu do Gomes

Receita tradicional carioca comercializada por um português em carrocinhas desde a década de 1950, é o carro chefe do restaurante. O creme de farinha de milho acompanhado de carne assada é uma das iguarias servidas no ambiente que tem como acompanhamento chope gelado e o melhor do samba da cidade.

Trapiche Gamboa
Trapiche Gamboa

Trapiche Gamboa

Roda de samba: uma dos mais tradicionais fenômenos culturais da cidade. É desta modalidade do ritmo que a casa atrai sua freguesia. O bar que é instalado no prédio de 1867 oferece aos visitantes conhecer a arquitetura do Rio antigo na construção de três andares. Entre as iguarias servidas estão rolinho de frango tailandês com molho de pitanga.

Continua após a publicidade
Publicidade