Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Cinco obras para ver em O Tempo Completa: Burle Marx, Clássicos e Inéditos

Cerca de 130 trabalhos do paisagista, que também era escultor, joalheiro e pintor, estão em cartaz na Casa Roberto Marinho, no Cosme Velho

Por Kamille Viola Atualizado em 18 nov 2021, 23h03 - Publicado em 19 nov 2021, 08h00

1 – O projeto dos jardins do Palácio Gustavo Capanema é considerado uma obra-prima pela forma como o artista adaptou aos trópicos o traço do arquiteto Le Corbusier.

Praça em Recife
Praça em Recife – Sergio Guerini/Divulgação

2 – Ilustração de praça em Recife, cidade natal de sua mãe, onde criou 39 projetos de jardins entre 1935 e 1990. Na juventude, ele viajava pela caatinga em busca de plantas.

Parque Del Este
Parque Del Este – Sergio Guerini/Divulgação

3 – Pintura do projeto para o Parque Del Este, em Caracas, na Venezuela. O espaço é um dos maiores parques públicos feitos por ele e referência em paisagismo modernista.

Quadro sem título
Quadro sem título – Acervo Burle Marx/Divulgação
Continua após a publicidade

4 – Além de ser considerado o maior paisagista do século XX, Burle Marx também era escultor, joalheiro e pintor. Suas paixões se misturam neste quadro sem título, de 1941.

Parque do Flamengo
Parque do Flamengo – Acervo Burle Marx/Divulgação

5 – O Parque do Flamengo é um dos seus principais trabalhos. A ilustração mostra o projeto, criado ao lado de Affonso Eduardo Reidy e Lotta Macedo Soares.

Rua Cosme Velho, 1105. → Ter. a dom., 12h/18h. R$ 10,00. Qua.: grátis. Dom.: ingresso-família a R$ 10,00 para quatro pessoas. http://www.casaroberto marinho.org.br. Até 6 de fevereiro.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade