Clique e assine por apenas 4,90/mês

Bodysurf, o clássico ‘jacaré’, ganha adeptos no Rio

Ele ganhou até novos acessórios, como a handplane, pranchinha de madeira para ampliar o leque de manobras

Por Fernanda Thedim - Atualizado em 13 mar 2017, 15h10 - Publicado em 11 mar 2017, 00h34
Quadro/Veja Rio

Serão dez esportes em disputa de sábado (11) a 19 de março na Praia da Barra. Atletas de todos os níveis (inclusive os de fim de semana) vão brigar pelo pódio do Oi Jogos Cariocas de Verão em provas de natação, surfe, bodyboard, stand-up paddle, vôlei, futevôlei e beach tênis. Entre as modalidades estreantes na terceira edição da competição está o bodysurf, também conhecido como surfe de peito. Trata-se do clássico “jacaré”, que vem atraindo ainda mais adeptos e ganhou novos acessórios, como a handplane (no detalhe), pranchinha de madeira para ampliar o leque de manobras. “O Rio tem muitas praias boas para o bodysurf, melhores até do que para o surfe. As ondas são curtas, rápidas e tubulares, dando mais adrenalina e emoção”, diz o profissional Stephan Figueiredo. Craque na descida das ondas de peito aberto, ele estará na água em busca de uma medalha, mas antes entrega os três melhores picos para se divertir por aqui (veja na imagem).

Publicidade