Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

10 motivos para torcer na Paralimpíada

Veja Rio listou os atletas brasileiros com maiores chances de faturar uma medalha nos Jogos Paralímpicos do Rio 

Por Redação Veja Rio Atualizado em 2 jun 2017, 12h12 - Publicado em 7 mar 2016, 16h36

O início dos Jogos Paralímpicos do Rio completa a marca de seis meses, na segunda (7), e os ingressos para as competições já estão à venda (entre R$ 10 e R$ 130). A competição tem bom histórico de atletas brasileiros e desta vez também temos boas chances de faturar medalhas. Veja Rio listou os 10 principais motivos para você preparar a torcida em busca do ouro.

Daniel Dias (Natação)

O maior medalhista brasileiro em Jogos Paralímpicos começa sua corrida pelo ouro logo nos Jogos do Rio no primeiro dia das competições, 08 de setembro, sob os olhares do mundo inteiro. O nadador Daniel Dias, tem uma bagagem pesada com 15 medalhas colecionadas em Londres 2012 e em Pequim 2008. Uma das finais em que deve estar será na final dos 200m livre S5, em sessão (SW02), que se inicia às 17h30.

Terezinha Guilhermina (Atletismo)

Terezinha Guilhermina - Marcio Rodrigues
Terezinha Guilhermina – Marcio Rodrigues

No dia 9 de setembro, a partir das 17h30 (PAT04), o Estádio Olímpico terá a velocista Terezinha Guilhermina com seis medalhas paralímpicas, sendo três de ouro, na disputa por mais ouros. Espera-se que ela esteja na final dos 100m rasos T11 feminino, provavelmente acompanhada de outra brasileira, Jhulia Karol, rendendo quem sabe um pódio duplo para o Brasil.

Felipe Gomes (Atletismo)

Felipe Gomes_Daniel ZappeMPIXCPB
Felipe Gomes_Daniel ZappeMPIXCPB

Felipe Gomes entra na disputa no dia 11 de setembro, no Estádio Olímpico, na sessão da tarde (PAT08). O campeão mundial na classe T11 nos 100m também deve compartilhar do pódio com Lucas Prado, outro forte atleta da seleção brasileira.

Clodoaldo Silva [Natação]

Clodoaldo Silva_Bruno de LimaCPB
Clodoaldo Silva_Bruno de LimaCPB

Considerado o Tubarão Paralímpico, o nadador caí na piscina no dia 09 de setembro, no Parque Olímpico. A primeira prova será às 17h30 (sessão PSW04), no Estádio Aquático Olímpico, é a final revezamento 4×50 livre misto 20 pontos e o Brasil deve disputar com Clodoaldo Silva, Daniel Dias, Joana Neves e Esthefany Rodrigues. Nesta prova, o veterano dono de 13 medalhas vai tentar se despedir com um lugar no pódio.

Andre Brasil (Natação)

Andre Brasil
Andre Brasil

Na classe S10, o Brasil conta com grandes chances de ter uma dobradinha nos 100m livres. André Brasil e Phelipe Rodrigues têm um histórico favorável nas finais dos 100m. No Estádio Aquático, no dia 13 de setembro, a partir das 17h30 (sessão PSW012), os torcedores podem vibrar por uma final com gostinho duplo de Brasil.

Continua após a publicidade

Jovane Guissone (Esgrima em cadeira de rodas)

Jovane Guissone - Marcio Rodrigues
Jovane Guissone – Marcio Rodrigues

Jovane Guissone é esperança de medalha para o Brasil nesta modalidade. Ele foi medalhista de ouro nos Jogos de Londres na espada individual categoria B. A disputa acontecerá na Arena da Juventude, no Complexo de Deodoro, no dia 13 de setembro, na sessão PWF04, às 14h.

Futebol de 5 (para deficientes visuais)

Jeffinho_ Marcio RodriguesCPBMPIX_01
Jeffinho_ Marcio RodriguesCPBMPIX_01

Com a bagagem de três ouros em Jogos Paralímpicos e o tetracampeonato mundial, a seleção brasileira é a equipe a ser batida pelos adversários. Os ingressos também estão disputados e na grande final uma categoria já está esgotada. As chances para ver de perto Ricardinho Alves e Jeffinho de perto é no dia 17 de Setembro, no Centro Olímpico de Tênis, no Parque Olímpico, a partir das 17h (PFB14). As semifinais serão no dia 15, mas atenção porque são ingressos separados (PFB11) e (PFB12) à tarde e à noite.

Victoria Amorim (Goalball)

Victoria Amorim_Daniel ZappeMPIXCPB
Victoria Amorim_Daniel ZappeMPIXCPB

Aos 19 anos ela tem o arremesso mais rápido da seleção brasileira. Sua precisão ajudou a seleção feminina a conquistar o inédito ouro em Parapans e levou o país ao topo do ranking das Américas. Com apenas um ingresso, os torcedores poderão ver a equipe da Victoria e a possível final masculina. As partidas de definição do ouro paralímpico será no dia 16 de setembro, a partir das 18h30 (PGB25), na Arena do Futuro. Entre os homens, Finlândia, Brasil e Turquia formaram o pódio em Londres 2012 – Brasil é atual campeão mundial e vice paralímpico.

Maciel Santos (Bocha)

Maciel Santos_Guilherme TaboadaCPB
Maciel Santos_Guilherme TaboadaCPB

Maciel Santos é o mais experiente jogador de bocha do Brasil. O atleta, que nasceu com paralisia cerebral, já representava o país em competições internacionais com 14 anos de idade. Em Londres, conquistou a tão sonhada medalha de ouro para a modalidade na classe BC2. Nos Jogos do Rio, os torcedores podem assistir de perto mais uma conquista da modalidade paralímpica voltada para as deficiências mais severas no dia 12 de setembro na Arena Carioca 2, no Parque Olímpico, a partir das 17h30 (PBO06). Com este ingresso, o torcedor também irá assistir à final de Pares BC3.

Willians Araújo (Judô)

Willians Araujo_Guto Marcondes CPB MPIX
Willians Araujo_Guto Marcondes CPB MPIX

Ele é foi eleito o melhor judoca do Brasil em 2015.  Conheceu o esporte com 13 anos, poucos anos após ter perdido a visão. Em Londres, o quinto lugar foi festejado e para os Jogos no Rio, Willians treina para subir ao pódio e fazer história como Antônio Tenório. A disputa por medalha será no dia 10 de setembro, a partir das 15h30 (PJU06), na Arena Carioca 3, no Parque Olímpico. Com o mesmo ingresso, os torcedores também poderão assistir as lutas até 90 e 100kg (masculino) e até 70 e 78kg (feminino).

Continua após a publicidade

Publicidade