Clique e assine por apenas 4,90/mês

Otto

(Desde 2004)

Tipos de Restaurantes: Cozinha variada

Veja Rio:

Endereço: Rua Mariz e Barros, 1050 - Maracanã - Rio de Janeiro - RJ ver no mapa

Telefone: (21) 22540740

Site: http://www.otto.com.br

Horário:

segunda-feira 11:00 - 15:30 - 18:30 - Último cliente

terça-feira 11:00 - 15:30 - 18:30 - Último cliente

quarta-feira 11:00 - 15:30 - 18:30 - Último cliente

quinta-feira 11:00 - 15:30 - 18:30 - Último cliente

sexta-feira 12:00 - Último cliente

sábado 12:00 - Último cliente

domingo 12:00 - Último cliente

Nos feriados abre das 12h à meia-noite.

Faixa de preço: De R$41.00 a R$60.00

Informações adicionais: Couvert artístico (R$ 7.00), Estacionamento/Valet (R$ 10.00) (1), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (300), Levar vinhos (permite) (R$ 20.00)

(1)quinta a domingo

Resenha por Fabio Codeço

Foi na casa na esquina das ruas Uruguai e Conde de Bonfim que o chef e restaurateur Ottmar Grunewald, o Otto, deu início a seu pequeno império gastronômico na Tijuca, que inclui quatro restaurantes, um café e uma casa de espetáculos. No endereço original e em sua filial, na Rua Mariz e Barros, o cardápio é dominado por grelhados e especialidades alemãs e suíças. Comece por um clássico: o palmito natural assado na casca (R$ 38,00), temperado com molho de manteiga e salsinha ou alcaparras, receita criada por Otto nos anos 80, segundo o próprio. O percurso segue por pratos mais encorpados, como o chateaubriand do otto (R$ 110,00, para dois), um corte especial de filé-mignon com 600 gramas, preparado em panelinha de ferro ao molho de vinho branco aromatizado. O pedido vai à mesa ladeado por risoto de sete cereais e cebolinha ao vinho tinto. Dica que representa bem a culinária germânica, o leberkäse (R$ 45,00) é um bolo de carne coberto por ovo frito e bacon, guarnecido de chucrute e batatas ao vapor. Da mesma origem, o kuchen é uma sobremesa de massa levíssima de pão de ló, recheada de chantili e creme de damasco (R$ 12,50). Festivais anuais de carnes exóticas e de caça já são tradição na casa.

    Foi na casa na esquina das ruas Uruguai e Conde de Bonfim que o chef e restaurateur Ottmar Grunewald, o Otto, deu início a seu pequeno império gastronômico na Tijuca, que inclui quatro restaurantes, um café e uma casa de espetáculos. No endereço original e em sua filial, na Rua Mariz e Barros, o cardápio é dominado por grelhados e especialidades alemãs e suíças. Comece por um clássico: o palmito natural assado na casca (R$ 38,00), temperado com molho de manteiga e salsinha ou alcaparras, receita criada por Otto nos anos 80, segundo o próprio. O percurso segue por pratos mais encorpados, como o chateaubriand do otto (R$ 110,00, para dois), um corte especial de filé-mignon com 600 gramas, preparado em panelinha de ferro ao molho de vinho branco aromatizado. O pedido vai à mesa ladeado por risoto de sete cereais e cebolinha ao vinho tinto. Dica que representa bem a culinária germânica, o leberkäse (R$ 45,00) é um bolo de carne coberto por ovo frito e bacon, guarnecido de chucrute e batatas ao vapor. Da mesma origem, o kuchen é uma sobremesa de massa levíssima de pão de ló, recheada de chantili e creme de damasco (R$ 12,50). Festivais anuais de carnes exóticas e de caça já são tradição na casa.