Boulangerie Guerin (Desde 2012)

Tipos de Comidinhas: Docerias, Padarias
Veja Rio
starsstarsstarsstarsstars
Endereço: Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 920 - loja A - Rio de Janeiro - RJ ver no mapa
Telefone: (21) 25234140
Horário:
segunda-feira
08:00 - 21:30
terça-feira
08:00 - 21:30
quarta-feira
08:00 - 21:30
quinta-feira
08:00 - 21:30
sexta-feira
08:00 - 21:30
sábado
08:00 - 21:30
domingo
08:00 - 21:30

Resenha por Fabio Codeço

Boulangerie Guerin e seus consagrados macarons: despedida nada doce

Boulangerie Guerin e seus consagrados macarons: despedida nada doce (VEJA RIO)

Hoje em três lojas, as gostosuras da rede não estão mais aos cuidados de seu fundador, o chef pâtissier francês Dominique Guerin. O discípulo de Gaston Lenôtre (1920-2009), que fez fama no saudoso Le Pré-Catelan, agora assina uma linha de doces para os supermercados Zona Sul. Entre idas e vindas, o negócio ainda tem como carro-chefe os macarons (R$ 3,50 a unidade), premiados, junto com os pães, como os melhores da cidade no COMER & BEBER 2013. O croissant de amêndoas (R$ 10,00) e as tartelettes, como a de limão com suspiro, novidade de 2017 (R$ 12,50 cada uma), não ficam atrás. Um lanche é garantido por croque monsieur (R$ 21,00) e chocolate quente (R$ 8,00 o pequeno; R$ 13,00 o grande) com topo de chantili. Para levar, pães de passas e nozes (R$ 28,00, 400 gramas) e de cereais 100% integrais (R$ 16,50, 350 gramas) são os mais requisitados.

Preços checados em julho de 2017.

    Comer e beber

    • 2015 - Vencedor

      Doce Comer & Beber .

      Em fevereiro de 2015, dois meses depois de fechar as duas filiais de sua padaria de luxo, o chef pâtissier francês Dominique Guerin surpreendeu ao anunciar o encerramento da matriz, em Copacabana. Em nota divulgada na época, ele dizia que o encerramento da sociedade com o investidor do negócio, aliado aos altos custos de operação na cidade, havia inviabilizado a empreitada. Parecia o fim, mas ele acrescentou que, caso achasse algum parceiro interessado, retomaria a produção rapidamente. Foi uma bela tacada. No mesmo dia, recebeu uma ligação de Omar Peres, empresário que se tornou uma espécie de mecenas gastronômico ao salvar alguns ícones cariocas da extinção, a exemplo do Bar Lagoa e do La Fiorentina. Parceria firmada, duas das três lojas voltaram a funcionar uma semana depois. Era só o início de um plano de expansão que já conta atualmente com seis unidades — a mais nova foi aberta no início de outubro, no Leblon. E aí veio a, digamos, cereja do bolo: a grife, em seu retorno triunfal, abocanhou o prêmio de melhor doce da cidade, depois de já ter ganho nas categorias melhor pão, melhor macaron (ambas em 2013) e melhor éclair (2014). As vitrines explicam. Reluzem nelas clássicos da confeitaria francesa reproduzidos sob a supervisão do experiente Guerin, discípulo do lendário confeiteiro francês Gaston Lenôtre (1920-2009). São deliciosas sugestões, entre as quais receitas tradicionais menos comuns, como opéra, saint-ho­no­ré e pa­ris-brest.

      Fabio Codeço

    Comentários
    Deixe um comentário

    Olá,

    * A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s