Clique e assine por apenas 4,90/mês

Bar Luiz

(Desde 1887)

Tipos de Bares: Bares variados

Veja Rio:

Endereço: Rua da Carioca, 39 - - Centro - Rio de Janeiro - RJ ver no mapa

Telefone: (21) 22626900

Site: http://www.barluiz.com.br

Horário:

segunda-feira 11:00 - 17:00

terça-feira 11:00 - 21:00

quarta-feira 11:00 - 21:00

quinta-feira 11:00 - 21:00

sexta-feira 11:00 - 21:00

sábado 11:00 - 17:00

domingo - Fechado

Resenha por Carol Zappa

Esta instituição carioca enfrenta apuros desde que metade dos sobrados da rua foi adquirida por um fundo imobiliário e os aluguéis subiram. Devido à importância histórica do imóvel, a prefeitura o desapropriou em 2014, mas ainda assim as dificuldades persistem. A comoção é proporcional à história do estabelecimento. Em um dos episódios emblemáticos acontecidos no bar, que resultou na mudança para o atual nome, o compositor Ary Barroso evitou que ele fosse depredado por um grupo de estudantes do Pedro II: coube ao compositor de Aquarela do Brasil explicar que o Bar do Adolph era assim chamado em homenagem ao antigo dono, e não tinha nada a ver com outro Adolph, de péssima lembrança, que, na época, espalhava o horror na II Guerra Mundial. Neste templo sagrado, bebe-se chope Brahma (R$ 9,00 a caldeireta). Depois das 15h, o preço cai para R$ 6,50. Delicie-se com as salsichinhas mistas (R$ 40,00) ou o bolinho de bacalhau (R$ 40,00 a porção com dez). Fartura para dois, o alemão completo (R$ 110,00) reúne chucrute, salsichões vermelho e branco e um par de kassler, além de batata, cozida e preparada como salada.

    Esta instituição carioca enfrenta apuros desde que metade dos sobrados da rua foi adquirida por um fundo imobiliário e os aluguéis subiram. Devido à importância histórica do imóvel, a prefeitura o desapropriou em 2014, mas ainda assim as dificuldades persistem. A comoção é proporcional à história do estabelecimento. Em um dos episódios emblemáticos acontecidos no bar, que resultou na mudança para o atual nome, o compositor Ary Barroso evitou que ele fosse depredado por um grupo de estudantes do Pedro II: coube ao compositor de Aquarela do Brasil explicar que o Bar do Adolph era assim chamado em homenagem ao antigo dono, e não tinha nada a ver com outro Adolph, de péssima lembrança, que, na época, espalhava o horror na II Guerra Mundial. Neste templo sagrado, bebe-se chope Brahma (R$ 9,00 a caldeireta). Depois das 15h, o preço cai para R$ 6,50. Delicie-se com as salsichinhas mistas (R$ 40,00) ou o bolinho de bacalhau (R$ 40,00 a porção com dez). Fartura para dois, o alemão completo (R$ 110,00) reúne chucrute, salsichões vermelho e branco e um par de kassler, além de batata, cozida e preparada como salada.