Rainha da web, Gretchen estreia reality show e fatura alto com publicidade

De atriz pornô a referência da cultura pop, Maria Odete Miranda revela a sua vida de dona de casa em Mônaco no programa Os Gretchens, com estreia em abril

De rabo de cavalo bem alto, bolsinha Michael Kors e um espalhafatoso casaco militar de gola rosa felpuda, Gretchen saiu de casa em uma manhã fria do inverno europeu para um passeio com o marido pelas ruas do Principado de Mônaco. O casal mora a apenas vinte minutos dali, em Roquebrune-Cap-Martin, uma cidadezinha da Riviera Francesa. Naquelas bandas, vale lembrar, a cantora não é conhecida como a rainha do bumbum, nem da internet, mas apenas como Maria Odete Miranda. Casada há cinco anos com o português Carlos Marques, mestre de obras, a artista estava ansiosa para assistir à tradicional troca da guarda real em frente ao palácio. Quando rufaram os primeiros tambores, Gretchen começou a cantarolar “Vejam essa maravilha de cenário…”, verso do clássico samba-enredo Aquarela Brasileira, com o qual o Império Serrano desfilou em 1964. “Cadê a energia e o gingado desse povo? Eles estão precisando aprender com o nosso Carnaval”, disparou sem a menor cerimônia. O passeio seguiu para a icônica Catedral de São Nicolau, onde o príncipe Rainier III se casou com a atriz americana Grace Kelly, em 1956. “Amor, vamos casar aqui?”, perguntou, fazendo biquinho. “Estou fora”, respondeu Marques. “É impossível fazer cena romântica com o Carlos, gente. Ele não gosta nem de beijar. Europeu é assim mesmo, mas pelo menos ele tem pegada”, desabafou Gretchen para a equipe de sete câmeras e produtores. Todo mundo caiu na risada.

A incursão pelos pontos turísticos do principado fazia parte das gravações do reality show Os Gretchens. Orçada em 2,5 milhões de reais, a atração, que estreia em 23 de abril no canal Multishow, revela o dia a dia da família Miranda. “A Gretchen é hilária. Ela conseguiu se reinventar e, ainda por cima, virou cult. Estou bastante otimista com o programa”, avalia Guilherme Zattar, diretor do canal. Inspirado na fórmula do reality americano Keeping Up with the Kardashians, protagonizado pela famosa socialite Kim Kardashian e por sua família (atualmente na décima quarta temporada no canal E!), Os Gretchens coincide com um excelente momento na carreira da carioca de 58 anos. Depois de amargar anos no purgatório da cultura trash brasileira, a rainha do bumbum renasceu como a rainha dos memes e virou estrela internacional.

gretchen e katy perry - show - são paulo Em São Paulo: participação no show de Katy Perry

Em São Paulo: participação no show de Katy Perry (Stephan Solon/Divulgação)

Há duas semanas, Gretchen dividiu o palco com a cantora Katy Perry no show da americana em São Paulo. “Foi o auge da minha vida profissional. Um reconhecimento desses não é para qualquer um”, diz Maria Odete, que ensinou a amiga a rebolar ao som de Conga, Conga, Conga, hit de 1981, um dos clássicos imorredouros de seu repertório, ao lado de Freak Le Boom Boom (1979) e Melô do Piripipi (Je Suis La Femme), de 1982. As duas cantaram ainda Swish Swish, música do clipe que Gretchen gravou a convite de Katy, com mais de 79 milhões de visualizações no YouTube. A brasileira gravou também uma versão em português do single em que diz: “Eu sou a rainha da internet, aceita”. A Reserva aceitou. Tanto que a grife lançou uma linha de camisetas estampadas só com memes da cantora. “Ela agrega valores como autenticidade e irreverência”, afirma Pedro Cardoso, gerente de novos negócios da marca. Aproveitando o bom momento, Gretchen estrelou o comercial da série Glow, da Netflix, ao lado da ex-chacrete Rita Cadillac, e fez propaganda da marca de sorvetes Ben & Jerry’s. Pelos dois trabalhos, embolsou 200 000 reais, cifra impressionante para quem andou sumida.

Garota-propaganda: a Reserva fez uma linha de camisetas com memes de Gretchen

Garota-propaganda: a Reserva fez uma linha de camisetas com memes de Gretchen (Daryan Dornelles/Divulgação)

Os Gretchens foi gravado ao longo de quatro meses por uma equipe de mais de vinte pessoas. Ao todo serão quinze episódios, estrelados pelos sete filhos e pelas duas irmãs de Gretchen — uma delas, a cantora Sula Miranda, conhecida como rainha dos caminhoneiros, precisou fazer terapia para lidar com o sucesso estrondoso da primogênita. Gretchen sempre sobressaiu: no início da sua trajetória entre o pop e o bizarro, ela era a estrela do grupo As Melindrosas, que formou com as irmãs e uma prima, em 1978. Além de Mônaco, as filmagens do programa aconteceram em Alagoas, Pernambuco (Gretchen mantém um apartamento no Recife), Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Estados Unidos. “Chegou a hora de desmistificar o símbolo sexual. Tenho inteligência e quero servir de exemplo para as pessoas”, afirma a diva, egressa de uma família tradicional — seu pai foi um militar bastante rígido. “A minha vida tem de tudo: violência doméstica, filho transexual, filho adotado. Acho que podemos ajudar muita gente”, acredita.

Thammy Miranda, 35 anos, apontada como sucessora da matriarca no showbiz, passou por cirurgia de mudança de sexo em 2015. No reality, Thammy se casa com a modelo Andressa Ferreira, 28, em Los Angeles. Gretchen acompanhou a cerimônia ao vivo pelo telão, montado em um bar de São Paulo. “O padre falou tudo em inglês, o Thammy não deve ter entendido nada”, disse, aos risos, enquanto enxugava os olhos, marejados de emoção ao ver o filho casado. “Foi difícil entender que a minha linda menina era um homem, mas nunca fiquei brava por isso. O que me doeu foi a mentira dele. Quando Thammy era mais nova, eu desconfiava que ela namorava uma garota da minha produção, mas sempre negou. Odeio mentira, sou pior do que detetive”, lembra Gretchen, que se refere a Thammy ora como “ele”, ora como “ela”. “Meu filho me ensinou muito. Com ele aprendi que não é preciso ter um pênis para ser homem”, reflete.

 

Artista no Brasil e dona de casa no exterior, Gretchen leva uma vida surpreendentemente pacata nos arredores de Mônaco, como vinha mostrando em seu canal no YouTube, com mais de 200 000 inscritos. “Casei com um homem que me trouxe estabilidade financeira e emocional. Se eu quisesse, não precisava mais trabalhar. Mas é claro que não vou deixar que as oportunidades passem”, justifica. Para ganhar uma graninha extra quando não está em temporada de shows no Brasil, Maria Odete trabalha como baby-sitter. Também faz curso intensivo de francês e não perde um episódio da versão francesa do programa The Voice Kids. O apartamento térreo alugado onde vive com o marido e as filhas dela, Giulia, 16, e Valentina, 8, adotada com 7 dias de vida, é modesto. São três quartos pequenos e decoração quase kitsch. “Odeio gastar dinheiro. Aqui em casa é tudo da OLX”, entrega.

Quando o marido se aposentar, eles planejam se mudar para Guimarães, em Portugal, onde acabam de comprar um terreno. Até lá, Gretchen seguirá dirigindo 16 quilômetros, toda semana, para fazer compras na cidade de Ventimiglia, na Itália. “Cruzando a fronteira, o supermercado é mais barato”, explica. Como mãe, Gretchen se considera severa. Seu apelido em casa é general. “Antes isso do que banana”, diverte-se. “A Gretchen é a cara do Brasil, ela é mais uma Maria entre tantas outras. Criou os filhos sozinha, com dificuldade. Foi criticada, desprezada, mas deu a volta por cima”, opina Tatiana Issa, da Producing Partners, uma das diretoras do programa — a produtora também leva ao ar atrações como Além da Conta, com Ingrid Guimarães, no canal GNT.

 

Apesar de ter iniciado a carreira há quarenta anos cantando músicas em outros idiomas (ela arranhava o inglês, francês e espanhol), Gretchen nunca emplacou no exterior. Tempos depois, no entanto, em 2012, teve sua ascensão no mundo virtual depois de participar do reality show A Fazenda, da Record, conhecido por recrutar celebridades B. Não venceu, mas fez sua fama na internet através dos memes — e foi assim que Katy Perry a conheceu. No ano passado, foi definida no jornal americano The New York Times como “meme queen”, ou rainha dos memes. Graças, em parte, ao seu visual plastificado, outro fator que, inegavelmente, ajuda a construir uma imagem pitoresca de fácil de viralização. Ela é a primeira a reconhecer a conexão: em tom de brincadeira, diz que, toda vez que recorre à micropigmentação nos lábios, tatuagem que deixa a boca mais carnuda, ganha 10 000 seguidores no Instagram, rede na qual arrebanha 750 000 fãs (mais do que Maria Rita e Latino).

Gretchen já passou por mais de trinta procedimentos estéticos e cirurgias plásticas, como abdominoplastia, lipoaspiração, minilifting e implante de próteses de silicone nos seios. “No bumbum eu nunca mexi, é só pilates. Quando me olho no espelho, tenho de me achar linda. Aliás, eu sou linda”, afirma a artista, que também se consagrou como ícone do empoderamento feminino. Ainda assim, sofre preconceito no mercado publicitário, em grande parte pelo fato de já ter estrelado um filme pornô, assunto vetado por ela em entrevistas. “Não há mais espaço para esse tipo de preconceito, é feio. Até porque a Gretchen é sempre atual. É corajosa, inspiradora, não tem medo do trabalho”, rebate o empresário da cantora, Danilo Faro, irmão do apresentador Rodrigo Faro e agente também de Jojo Todynho.

O que os famosos dizem sobre Gretchen

 (Aline Massucarede (Rede Globo / Xuxa), João Cotta (Rede Globo / Ivete Sangalo), Cesar Alves (Rede Globo / Fernanda Lima), Onofre Veras (Ag. O Dia / Jean Wyllys)/Divulgação)

Com 12 milhões de discos vendidos ao longo da carreira, Gretchen foi uma estrela da música (muito) popular brasileira nas décadas de 70 e 80, na esteira da jovem guarda. Foi descoberta pelo DJ e produtor argentino Santiago Malnati, o Mr. Sam, em um programa de talentos de Silvio Santos (Mr. Sam costumava dizer que a Madonna só existia porque ele havia inventado a Gretchen). A carioca pegou seu nome artístico emprestado do filme Aleluia, Gretchen, do cineasta brasileiro Sylvio Back, sobre uma família alemã que busca no Brasil refúgio contra o nazismo. No auge, Maria Odete foi assídua no Cassino do Chacrinha, principal programa de entretenimento da televisão na época, e fez a propaganda do primeiro voo da Tam — o comandante Rolim, fundador da companhia, adorava a cantora. Já se casou dezessete vezes, mas considera apenas cinco matrimônios de verdade. E, assegura, nunca teve um caso tórrido com Arlindo Barreto, intérprete do palhaço Bozo, como é retratado no filme Bingo: o Rei das Manhãs (2017).

Em família, reza a lenda que Gretchen é filha de E.T. “Minha mãe diz que, em 1959, quando eu nasci, houve um relato do surgimento de híbridos. Tenho características incomuns, como olfato apurado e alto poder de cicatrização. Sempre me recuperei rápido das minhas plásticas”, conta. Enquanto a segunda temporada do reality show não é confirmada, Gretchen vai se dedicar ao cinema. Na semana passada, anunciou que o roteiro do filme sobre a sua vida será escrito pela amiga Antonia Fontenelle — Juliana Paes é cotada para o papel principal. A cantora também estará na trilha sonora da novela Verão 90 Graus, estreia na Globo marcada para 2019, na faixa das 7. Ela é ou não é de outro planeta?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. Cledson Sousa

    Rainha!