Dez programas imperdíveis neste fim de semana

VEJA RIO selecionou dez atrações para deixar seu fim de semana mais animado. Destaque para o show de Carlinhos Brown, neste sábado (23)

Museu do Amanhã celebra 120 anos do Morro da providência

1_FIT_FELIPE FITTIPALDI

Parte da programação especial de seus dois anos de funcionamento, o Museu do Amanhã celebra, neste sábado (16), os 120 anos do Morro da Providência. A primeira favela do Brasil e vizinha do Museu é homenageada no evento 120+2: o dia terá atividades para todas as idades, como roda de conversa com moradores e convidados, roda de leitura, apresentações de música e dança, oficina de pipa e cinema, entre outras. Confira a programação completa no site.

Praça Mauá, 5, Centro. Sábado (16), 11h. Grátis.

Museu Nacional de Belas Artes

 (Iara Venanzi/Divulgação)

 Francisco Goya, Rembrandt, Édouard Manet e William Hogarth (foto) são alguns dos nomes presentes na mostra Imagens Impressas: um Percurso Histórico pelas Gravuras da Coleção Itaú Cultural. As 150 obras exibem diversas técnicas de impressão sobre papel e foram produzidas entre os séculos XV e XIX. O palacete histórico no Centro também abriga o Festival de Esculturas do Rio, com peças de acervo e criações de expoentes como Abraham Palatnik e Ivan Navarro, e a Bienal da EBA, que celebra o aniversário de dois séculos da Escola de Belas Artes com pinturas, gravuras, desenhos, colagens, esculturas e fotografias de 39 artistas. Avenida Rio Branco, 199, Centro. Terça a sexta, 10h às 18h; sábado e domingo, 13h às 18h. R$ 8,00 (grátis aos domingos).

Instituto Moreira Salles

 (Produtora AMaréVê/Divulgação)

 Após um mapeamento fotográfico realizado por moradores e projetos sociais de cinquenta  comunidades cariocas, a artista mineira Rosângela Rennó montou a exposição #RioUtópico. Em comum nos lugares escolhidos, nomes que apontam contradições: Campo da Paz, Jardim Paraíso e Morada dos Sonhos são algumas favelas que serviram de cenário para as imagens. A foto acima, da Produtora AMaréVê, foi feita em feira na Rua Roberto da Silveira, no Parque União. O instrutivo passeio se completa com a mostra Conflitos: Fotografia e Violência Política no Brasil 1889-1964, reunião de imagens de conflitos armados, da Proclamação da República à instituição do AI-5, marco do endurecimento da ditadura militar no Brasil. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea. Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis.

Show de Carlinhos Brown

Carlinhos Brown: trabalho novo

Carlinhos Brown: trabalho novo (Ricardo Prado/Divulgação)

Batizada como Africanitta, a parceria com a cantora Anitta é um dos destaques do álbum Semelhantes, de Carlinhos Brown, que será lançado em duas noites. A música une o batuque do músico baiano a batidas eletrônicas e um toque de reggaeton. A mistura domina outras faixas do trabalho, que concilia a influência africana com levadas roqueiras e suingue brasileiro, e conta com a participação do conterrâneo Mateus Aleluia, do uruguaio Jorge Drexler, do saxofonista americano Walter Blanding e de Clara Buarque, filha de Brown. Blue Note Rio. Avenida Borges de Medeiros, 1424, Lagoa (Complexo Lagoon). Sexta (22) e sábado (23), 20h e 22h30. R$ 165,00 (lounge) e R$ 235,00 (lounge premium).

Pretinho da Serrinha comanda a segunda edição do Samba Iaiá

Pretinho da Serrinha recebe convidados no Samba Iaiá

Pretinho da Serrinha recebe convidados no Samba Iaiá (Tarso Ghelli/Divulgação)

Capitaneado por Pretinho da Serrinha, o Samba Iaiá, encontro mensal de artistas de diferentes gerações em torno de clássicos das rodas, chega à segunda edição com novos convidados. O anfitrião da festa abre os trabalhos com uma homenagem a Dona Ivone Lara. Depois, recebe no palco as cantoras Mariana Aydar, Mariene de Castro e Iza, que passeiam por outras pérolas de grandes damas — Mariene visita o repertório de Beth Carvalho, enquanto Mariana lembra Zé do Caroço, de Leci Brandão. Mestres como Paulinho da Viola e Cartola também serão contemplados. Outra presença confirmada, João Bosco evoca Heróis da Liberdade, clássico da Império Serrano, de Silas de Oliveira e Mano Décio. Fique de olho: uma aguardada atração-surpresa está prometida. Circo Voador. Arcos da Lapa, s/nº, Lapa. Quinta (21), 21h. R$ 80,00 (1º lote).

Patinação no gelo 

 (Máquina Cohn & Wolfe/Divulgação)

Fun on Ice. Com capacidade para 100 pessoas, a pista oferece patins e equipamentos de segurança aos usuários. Profissionais ficam disponíveis para aulas particulares e o espaço ainda conta com shows de patinação e disputas de hóquei. Rec. a partir de 5 anos. Barra Garden Shopping. Avenida das Américas, 3255, Barra. Segunda a sábado, 14h às 22h; domingo, 14h às 21h.
R$ 40,00 (uma hora).

Estação On Ice. As pistas têm som computadorizado, iluminação especial, temperatura ambiente de 18 graus e equipamentos de segurança. Rec. a partir de 5 anos. NorteShopping. Avenida Dom Helder Câmara, 5332, Cachambi. Américas Shopping. Avenida das Américas, 15500, Recreio. Segunda a quinta, 15h às 21h; sexta, 14h às 22h; sábado, 13h às 22h; domingo, 13h às 21h. R$ 40,00 (uma hora).

Zoológico oferece aulas de culinária para alimentar animais

 (Felipe Fittipaldi/Veja Rio)

Na aula, a turma aprende a fazer comidinhas para ursos, girafas e elefantes, entre outros moradores ilustres do lugar. A oficina Pequenos Chefinhos faz parte do programa Verão RioZoo, que ainda inclui sessões de falcoaria — em que as crianças têm contato bem próximo com aves de rapina —, apresentações musicais, tirolesa e partidas de street soccer. Nos dias úteis, as atividades são gratuitas. No fim de semana, a participação custa R$ 10,00, além do ingresso no parque. Rec. a partir de 5 anos. Parque da Quinta da Boa Vista, s/nº, São Cristóvão. Segunda a sexta, 10h às 17h; sábado e domingo, 9h às 18h. Domingo (24), 9h às 14h; segunda (25), 13h às 18h; domingo (31), 9h às 15h. R$ 20,00.

Exposição de Eduardo Sued

 (MUL.TI.PLO ESPAÇO ARTE/Divulgação)

Quem está acostumado com as cores vivas que ornam as pinturas de Eduardo Sued vai se surpreender com as obras inéditas da mostra em cartaz na Mul.ti.plo Espaço Arte. Prestes a completar 93 anos, o artista conversa sobre a sua nova fase, baseada na simplificação.

O que inspirou a nova leva de criações? Assim como Pablo Picasso, Henri Matisse e Paul Cézanne, estou vivendo um momento de simplificação da minha arte. Essa redução norteou os meus trabalhos.

De que forma podemos interpretar a ausência das cores? Também se nota nas cores essa simplificação: onde antes havia uma coleção delas, hoje vemos pouquíssimas. Considero isso suficiente para a expressão de um quadro atualmente. A ideia é que a obra consiga se multiplicar nessa ausência de cores.

Qual dica o senhor daria aos visitantes da mostra? Nesta exposição, o quadro é praticamente ausente, então é preciso ter um olhar apurado para que ele apareça. Espero que o espectador consiga se debruçar nas obras até que haja uma introjeção naquilo que não se vê.

› Mul.ti.plo Espaço Arte. Rua Dias Ferreira, 417, sala 206, Leblon. Segunda a sexta, 10h às 18h30; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 20 de janeiro.

Centro Cultural Banco do Brasil

 (Felipe Fittipaldi/Veja Rio)

Instituição prestigiada no coração da cidade, o CCBB oferece dois ótimos motivos para a visita. A divertida individual O Corpo É a Casa apresenta trabalhos do austríaco Erwin Wurm que incitam reflexões sobre padrões de consumo e o culto à beleza. Como faz em Mr. Mutt (foto), por exemplo, o artista cria curiosas intervenções sobre objetos conhecidos. Na série Esculturas de Um Minuto, ele convida o público a se tornar parte da obra. Na mostra Un Moment Si Doux estão reunidas raras fotografias em cores do francês Raymond Depardon, tiradas em viagens por países da Europa, da África e da América Latina. Rua Primeiro de Março, 66, Centro. Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis.

A chegada de Lampião no inferno

 (Simone Rodrigues/Divulgação)

Criada em 2009 pela Cia. PeQuod, a montagem A Chegada de Lampião no Infernoganhou lugar de destaque na trajetória do grupo especializado em teatro de animação. O texto, livremente inspirado no cordel homônimo de José Pachêco, também usa passagens de A Divina Comédia, de Dante Alighieri, para desbravar a cultura brasileira. Na ficha técnica, André Abujamra assina a trilha sonora, e a narração é do ator Othon Bastos. Em curta temporada, com início previsto para esta quinta (21), a peça encerra a programação do projeto Terceiro Sinal, que levou um vasto cardápio de apresentações para o Teatro Dulcina sob a batuta de Miguel Vellinho — também diretor do espetáculo (70min). 16 anos. Teatro Dulcina. Rua Alcindo Guanabara, 17, Cinelândia. Quarta a domingo, 19h. R$ 30,00. Até o dia 30. Não haverá sessão no domingo (24).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s