Clique e assine por apenas 4,90/mês

Saiba como acompanhar sessões de contação de histórias pelo Facebook

Iniciativa da Fundação Bunge, a ação Toda História é uma Carta de Amor acontece nos dias 10, 14, 18, 20 e 24 de abril, sempre às 11h

Por Marcela Capobianco - 8 abr 2020, 12h30

Em tempos de isolamento social, a Fundação Bunge criou uma rede de leitura em que escritores, contadores de histórias, mediadores de leitura e voluntários compartilham histórias por meio de transmissões on-line no Facebook.

A ação Toda História é uma Carta de Amor promete aquecer os corações das pessoas, de uma maneira interativa e educativa. As lives acontecem nos dias 10, 14, 18, 20 e 24 de abril, sempre às 11h. As sessões podem ser acompanhadas por este link.

+ Escape 60 cria jogo interativo e gratuito on-line

Confira a programação das:

Continua após a publicidade

10/04 – Cristiano Gouveia: o músico, compositor, escritor e contador de histórias desenvolve uma pesquisa dedicada à música inserida na linguagem narrativa. Desde 2007 ele compõe histórias cantadas. Em 2019, fez mais de 80 apresentações de contação de histórias pelo país, entre SESCs, prefeituras, escolas e feiras literárias.

14/04 – Daniel Munduruku: escritor e professor brasileiro, pertence à etnia indígena mundurucu. É graduado em filosofia, história e psicologia, além de ser Diretor-Presidente do Instituto Uk´a – Casa dos Saberes Ancestrais. Daniel também é autor de 52 obras, sendo a maioria classificada como literatura infantojuvenil. Extremamente engajado no movimento indígena brasileiro, foi contemplado, em 2018, com o Prêmio Fundação Bunge, na categoria Vida e Obra, na área de Literatura Infantojuvenil.

+ Para receber a Veja Rio em casa, é só clicar aqui.

18/04 – Conto em Cantos: A Cia Conto em Cantos, fundada em 2005 pelas atrizes e contadoras de histórias Juliana Offenbecker e Priscila Harder, mescla música, ritmos, canções, recursos sonoros e objetos que sugerem imagens e estimulam a imaginação das crianças. Ao longo de 12 anos, a companhia realiza espetáculos teatrais, narração de histórias e oficinas. As mais de 4000 atividades ocorreram em teatros, escolas, bibliotecas, centros culturais, rede SESC, Ongs, livrarias, feiras de livros e parques no Brasil e em outros países da América Latina.

Continua após a publicidade

+ Colégios de elite do Rio mantêm mensalidade integral

20/04 – Rafael de Barros: Mestrando em Artes Cênicas pela USP/ECA, é fundador do grupo circense Exército Contra Nada. Fez residência artística na Escola de Palhaços de Barcelona – Cal Clown (ESP) e graduou-se em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Londrina (PR). Hoje, participa do Grupo de Pesquisa CEPECA – Centro de Pesquisa em Experimentação Cênica do Ator da Escola de Comunicação e Artes da USP. Integrante do grupo Palhaços Sem Fronteiras Brasil, que atua em locais de alta vulnerabilidade social, desde a sua fundação em 2016, já realizou diversos projetos no Brasil e uma jornada de apresentações no México para imigrantes e afetados pelo terremoto de 2017.

+ CCBB compartilha atividades para fazer com crianças

24/04 – Kiara Terra: escritora, contadora de histórias e criadora do método “A História Aberta”. Formada em Teatro no Célia Helena Teatro-escola e Comunicação das Artes do Corpo na PUC-SP, Kiara viaja há 15 anos formando educadores, participando de congressos de educação e aulas interativas. Atualmente mora em Portugal e é doutoranda em Sociologia da infância na universidade do Minho – Braga – Infância Cultura e Sociedade.

Publicidade