Clique e assine por apenas 4,90/mês

Crivella não bate martelo sobre volta às aulas e marca nova reunião

Escolas públicas estão previstas para retornar em agosto, mas ainda sem data definida. Encontro com representantes de escolas privadas será nesta sexta (3)

Por Carolina Barbosa - 3 jul 2020, 10h25

A possível volta às aulas na rede particular do Rio tem sido um imbróglio entre as autoridades, escolas e pais.  Apesar de as instituições estarem correndo contra o tempo para elaborar protocolos de biossegurança e metodologias de ensino, o medo de trazer riscos à saúde do estudante e da própria família em função da pandemia do novo coronavírus é um grande entrave.

+Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até 10 de julho

+Primeira noite de funcionamento de bares tem aglomerações no Rio

Por outro lado, muitos pais temem o impacto destes quase quatro meses de aulas remotas na aprendizagem da garotada. Para tentar chegar a um consenso, ainda sem sucesso, o prefeito Marcelo Crivella se reuniu na quinta (2) com representantes das escolas privadas cariocas, mas a decisão sobre a retomada ficou para discussão em um novo encontro nesta sexta (3). Até o momento o que se sabe é que as escolas municipais têm previsão de abrir as portas em agosto, no entanto, sem data definida.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Na tentativa de chegar a um acordo com os representantes, o prefeito disse não enxergar obstáculos para a reabertura, uma vez que, segundo ele, as crianças são “imunes”. O que as pesquisas mostram, entretanto, é que o vírus pode atingir qualquer faixa etária. Sem contar que a criançada, em geral, é assintomática, o que pode ser outro fator de risco àqueles que com essa turminha convive.

Continua após a publicidade
Publicidade