Clique e assine por apenas 4,90/mês

Häagen-Dazs fecha todas as lojas próprias no Rio (e no Brasil)

O objetivo da marca premium, a partir de agora, é focar os investimentos na distribuição dos sorvetes nos canais de varejo

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 14 jun 2018, 13h25 - Publicado em 11 jun 2018, 16h40

A marca premium Häagen-Dazs, do grupo americano General Mills (dona de marcas como Yoki e Mais Vita), acaba de encerrar as operações dos oito pontos de venda próprios que mantinha no Brasil – no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Brasília. O sorvete da marca derreteu e a maior fabricante concorrente, a também americana Ben & Jerry’s, por ora venceu. Outros competidores importantes são a Bacio di Latte e a Diletto.

O objetivo da Häagen-Dazs, a partir de agora, é focar os investimentos na distribuição de seus deliciosos gelados por meio dos canais de varejo e foodservice, uma estratégia adotada somente o Brasil. Como parte do crescente segmento super premium de sorvetes, a marca continua sendo importante para a General Mills no Brasil.

Publicidade