Clique e assine com até 65% de desconto

Galeto Sat’s é campeão na categoria melhor braseiro pelo Comer & Beber

A incessante brasa é acesa logo pela manhã e tosta saborosos tira-gostos até altas horas da madrugada

Por Redação Atualizado em 27 nov 2020, 01h31 - Publicado em 20 nov 2020, 06h00

Porto seguro das madrugadas, o Galeto Sat’s deve muito de seu prestígio na boemia carioca ao carisma de Sérgio Rabello. Ele, que era frequentador antigo, assumiu o negócio em 2010, apoiado no balcão por Elaine, sua mulher, além dos filhos Rafaela e Raoni. Dono do mantra “Meu compromisso é com quem bebe”, Sérgio reforçou a vocação boêmia da empreitada, sempre de copo na mão e pronto para papear com a clientela, e expandiu seus domínios para um casarão de dois andares em Botafogo. Em ambos os pontos, as estrelas são as churrasqueiras. Que ninguém duvide: o sucesso do Sat’s é movido a carvão. Os braseiros são acesos logo de manhã, a partir das 9 horas, e já recebem os primeiros galetos.

Deu no Comer & Beber: Bar Madrid é o melhor boteco da cidade

Ao meio-dia, as portas se abrem e as aves já estão a meio ponto, prontas para chegar à mesa rapidamente. Começa aí uma rotina incessante que pode ir até as 6 horas do dia seguinte, quando as chamas se apagam para um breve descanso. “O forte do Sat’s sempre foi a boemia, nós só aprimoramos isso. O braseiro tem que estar pronto para atender o cliente a qualquer hora”, explica Rabello.

É campeão: Liz Cocktail & Co. tem a melhor carta de drinques do Rio

Na grelha ou no espeto, o fogo amigo tosta tira-gostos saborosos, como unidades de linguiça (R$ 5,00) e de pão de alho (R$ 8,50), além da porção suculenta de coração de galinha (R$ 29,00). Entre as sugestões de galeto, a versão ao molho sat’s, de limão, laranja, alho e pimenta, custa R$ 29,00 e não há melhor companhia para ela que a farofa de ovo (R$ 26,00), feita na hora, com muito mais ovo que farinha.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

O programa fica completo com rodadas de chope (R$ 7,60 a caldeireta). Melhor do que isso só se você der a sorte de esbarrar com o popular “Serjão” e trocar dois dedos de prosa com ele.

Rua Barata Ribeiro, 7, Copacabana, ☎ 2275-6197 (40 lugares); Rua Real Grandeza, 212, Botafogo, ☎ 2266-6266 (150 lugares). 12h/5h. Aberto em 1962. Clique e peça pelo

Continua após a publicidade
Publicidade