Clique e assine por apenas 7,90/mês

Chefs mobilizam-se em prol de vítimas de terremoto

Veja como as famílias atingidas pelo tremor de terra que devastou a cidade italiana de Amatrice, terra do molho all’amatriciana 

Por Fabio Codeço - Atualizado em 5 dez 2016, 11h05 - Publicado em 10 set 2016, 01h00

Antica Osteria dell’Angolo

Tradicional reduto de cozinha italiana, a casa do veneziano Alessandro Cucco e do milanês Luciano Pessina oferece em seu cardápio o clássico espaguete all’amatriciana, à base de tomate, bacon e pecorino, por R$ 59,00. Até dezembro, a cada pedido, R$ 9,00 desse valor será revertido para a campanha da Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro de arrecadação de fundos para vítimas da tragédia. Além disso, no jantar de terça (13), o endereço servirá menu degustação harmonizado em homenagem à região da Emilia‑Romagna. Com cinco etapas, o percurso custará R$ 230,00 (com vinhos) — o pagamento deve ser feito antecipadamente.

Bottega del Vino

Empreendimento do sommelier Dionísio Chaves e do restaurateur Nicola Giorgio, o endereço aderiu à campanha promovida pela Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro. Até dezembro, metade da renda arrecadada com a venda do penne misturado ao típico molho all’amatriciana será doada à causa. Cada pedido sai a R$ 72,00, na porção inteira, ou R$ 56,00, na meia-porção. Para escoltar o prato, vai bem uma taça de Rosso Piceno 2014 (R$ 28,00, 150 mililitros), produzido em Marche, outra região afetada pelo abalo sísmico. 

Casa do Sardo

A pitoresca cantina localizada em São Cristóvão engrossa o cordão de solidariedade. Nos próximos três meses, no mínimo, quem pedir uma massa all’amatriciana estará ajudando as vítimas da cidade mais afetada pelo terremoto de 24 de agosto, ocorrido na região central da Itália. O prato, que pode vir com espaguete, penne ou linguine, custa R$ 40,00. Metade do valor de cada pedido (R$ 20,00) será doada, via Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro.

Casa Momus

Em um belo casarão do século XIX, o restaurante serve cardápio variado de pegada contemporânea. Os proprietários, italianos, juntaram-se à corrente do bem. De cada o bucatini all’amatriciana (R$ 40,00) solicitado até dezembro, a casa doará R$ 20,00 para as famílias de Amatrice. Antes do prato principal, prove o tartare de salmão ao manjericão (R$ 33,00). E, para adoçar, vá de tiramisu (R$ 23,00).

Duo

Outro empreendimento da dupla Nicola Giorgio e Dionísio Chaves, o endereço na Barra também aderiu à causa. Prato-símbolo da campanha, a massa all’amatriciana (R$ 78,00) poderá ser solicitada com espaguete ou penne. A cada pedido, metade desse valor será revertido para a Câmara Ítalo‑Brasileira de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro. Enquanto aguarda o prato principal, belisque o carpaccio de cherne com ovas de salmão (R$ 52,00), boa dica de abre-alas. 

Gabbiano Al Mare

Endereço de cozinha mediterrânea no Hotel Sol Ipanema, de frente para a praia, é reduto do chef Romano Fontanive. Ele também elaborou uma receita de espaguete all’amatriciana, oferecida a R$ 55,00. A exemplo dos outros endereços participantes da campanha promovida pela Câmara Ítalo‑Brasileira de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro, a cada pedido feito, 50% do valor do prato será doado às vítimas do terremoto em Amatrice. A mesma receita (com o mesmo valor) também está sendo oferecidanas outras casas do chef, o Gabbiano Ristorante e a Trattoria Gabbiano, ambas na Barra.

La Trattoria

Italiano tradicional em Copacabana, completa quarenta anos em 2016. No ambiente acolhedor, típico das cantinas, são servidas receitas fartas a preços camaradas. O delicioso agnolotti verde recheado de queijo e coberto por creme de cogumelo trufado (R$ 46,80) é um hit local. Mas, até dezembro, é possível ajudar as vítimas do terremoto na Itália provando o rigatoni all’amatriciana (R$ 40,00). A cada pedido, R$ 10,00 do valor da receita serão destinados à campanha em prol das vítimas de Amatrice.

Palaphita Kitch

Capitaneado pelo chef Luciano Boseggia, do Alloro, um time de mestres-cucas vai cozinhar em prol das vítimas do terremoto que atingiu a Itália no fim de agosto. A partir das 14h, quem chegar ao quiosque da Lagoa poderá fazer sua parte pedindo um dos pratos preparados na hora pelos chefs. Neste domingo (11), será possível escolher entre risoto de linguiça toscana, penne ao molho de tomate e almôndegas ou o clássico espaguete all’amatriciana (R$ 35,00 cada pedido). No sábado (17) e no domingo (18), Boseggia receberá o conterrâneo Paolo Neroni, do Margutta. A dupla fará, além do risoto e do espaguete, um nhoque com ragu de ossobuco. Por cada prato serão cobrados os mesmos R$ 35,00. A renda arrecadada será integralmente revertida para a ajuda humanitária às vítimas da tragédia.

 

Publicidade