Imagem Blog

Julia Golldenzon

Por Julia Golldenzon, estilista carioca Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Continua após publicidade

Uma seleção de tricôs do inverno carioca inspirada em Tom Daley

O medalhista britânico revela que é craque também na arte de tricotar

Por Julia Golldenzon Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 5 ago 2021, 17h25 - Publicado em 5 ago 2021, 16h58

Esta semana o tricô virou assunto no mundo inteiro com as cenas do atleta britânico Tom Daley, de 27 anos, tricotando nas arquibancadas dos Jogos Olímpicos. Medalha de ouro no salto ornamental, ele chamou atenção não só pelo gesto, que parece zen em meio às competições, mas pelo talento. Os vídeos que mostram o saltador com as agulhas em ação viralizou e seu perfil no Instagram ( @madewithlovebytomdaley ) virou um fenômeno.

Como Tom Daley, eu também amo tricôs e costumo criar peças com esta técnica em todas as coleções no meu ateliê – sejam vestidos de festa ou looks confortáveis para usar no dia a dia. Inspirada nos tricôs do atleta e no frio que tem feito no Rio, fiz uma seleção de peças em tricôs da temporada que estão nas araras de grifes cariocas, como Animale, Oh, Boy! e Sacada. E os tricôs estão com tudo não só no inverno, tanto é que foram lançadas novas marcas exclusivas de tricô, como o Projeto Tricotar, de Cristina Qunideré Falcão, e a Milá Tricot.

 

 

A técnica exige destreza e criatividade, e pelas fotos publicadas no feed de Daley, vemos que ele tem talento. Casacos, pulôver, roupinhas de cachorro, coletes. Tem de todos os modelos e com pontos e cores variados. No Twitter, o atleta declarou sua paixão pela arte de tricotar: “A única coisa que manteve minha sanidade ao longo de todo esse processo foi meu amor por tricô, crochê e costura”. Em Tóquio, Daley, que é tricampeão mundial, chegou a produzir uma bolsinha com as bandeiras inglesa e japonesa para guardar a medalha de ouro e protegê-la de arranhões.

Em entrevistas e nas redes, ele conta que tricotar é uma maneira de exercitar mindfulness (atenção plena) e aliviar o estresse de sua vida de atleta, como ele mesmo se denomina, obcecado. Algumas peças do perfil do atleta tiveram suas vendas revertidas para a campanha beneficente The Brain Tumor Charity, instituição de caridade líder mundial em tumores cerebrais. O atleta perdeu o pai em 2011, vítima de um tumor no cérebro. Ícone na comunidade LGBT, é casado com o cineasta Dustin Lance Black e tem um filho, para quem faz chapéus e casaquinhos lindos. Daley está de parabéns no tricô e no esporte!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.