Imagem Blog

Beira-Mar

Por Blog
Notícias sobre celebridades, famosos, sociedade e pessoas interessantes do Rio de Janeiro
Continua após publicidade

Maria Fernanda Cândido comenta o papel de mãe de filha transexual

Leia na coluna Beira-mar

Por Daniela Pessoa Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 1 abr 2017, 11h30 - Publicado em 1 abr 2017, 11h30
(Danilo Borges/Divulgação)

Após dez anos sem fazer novela, Maria Fernanda Cândido está de volta ao horário nobre. E com direito a polêmica: a atriz viverá uma mulher da alta sociedade, tradicionalista, que não aceita a filha transexual em A Força do Querer, a próxima das 9. “Não se trata de catequizar o telespectador, nem de forçar ninguém a nada. A novela apenas discute o tema, não tem a função de fornecer respostas”, afirma a artista, que falou a VEJA RIO.

+ Isis Valverde, que será adepta do sereísmo na novela, fala sobre corpo, feminismo, sonhos e misticismo

Você teve receio de voltar às novelas com um assunto polêmico como esse? Não, acho a discussão sobre a transexualidade muito válida. Tem gente que vai entender e se identificar com a personagem, enquanto outras pessoas vão odiá-la. Só não sei se estou preparada para levar puxão de cabelo na rua.

Você já tocou nesse assunto com seus filhos? Não dá para esconder das crianças. Com a internet, elas têm acesso a tudo. E, digo mais, hoje os pequenos lidam com as informações de maneira surpreendentemente positiva. Na minha infância, menina só brincava de boneca e menino de carrinho, mas hoje não existe mais essa demarcação.

Continua após a publicidade

E se fosse você a mãe de uma menina ou menino transgênero? Os pais sempre querem o caminho mais suave possível para os filhos, com menos obstáculos. O que não significa que não os apoiaremos nas adversidades.

Você também está no ar na TV Cultura com o programa Terra Dois, que discute questões contemporâneas. O que mais a incomoda nos dias de hoje? Vivemos a cultura do medo. Respiramos e vivemos com esse sentimento. O que a gente ensina aos nossos filhos? Tenha medo. Ande com o vidro fechado, não volte para casa tarde, tome cuidado com o que você come.

LEIA MAIS NA COLUNA BEIRA-MAR DA SEMANA:

+ Wagner Moura e Leandra Leal debatem (e defendem) legalização das drogas 

+ Ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha proíbe a venda de livro escrito por homônimo

+ Estrelado no Guia Michelin, chef Roland Villard presta consultoria para menu de hospital carioca

+ Octavia Spencer, vencedora do Oscar, fala sobre o seu novo filme, A Cabana 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.