Sindicato de postos no Rio avalia que situação piorou nesta sexta (25)

Mesmo se o abastecimento nas refinarias for normalizado logo, levará entre três e quatro dias para que todos os 830 postos da cidade recebam os produtos

O Sindicato Varejista de Combustíveis e Lubrificantes e de Lojas de Conveniência do Município do Rio de Janeiro (Sindcomb), que representa os postos de combustíveis da cidade, avaliou que a situação do município na manhã desta sexta 25, é pior do que a de quinta-feira, 24, com menos postos abastecidos para atender o consumidor.

Segundo o Sindcomb, os postos com frota própria de caminhões tentaram comprar combustíveis na madrugada de quinta nas refinarias da Petrobras, Shell e Ipiranga, mas foram impedidos pelo bloqueio de outros caminhoneiros.

Alguns permanecem na porta das refinarias à espera de uma solução para o problema, informou a assessoria do sindicato.

Mesmo se o abastecimento nas refinarias for normalizado nesta sexta, diz, levará entre três e quatro dias para que todos os 830 postos da cidade recebam os produtos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s