Lei obriga escolas a estamparem tipo sanguíneo nos uniformes

O texto não informa a punição prevista para quem descumprir a determinação

Assim como as fardas de policiais, os uniformes de escolas municipais públicas e particulares deverão trazer estampado no peito o tipo sanguíneo dos alunos. A novidade foi estabelecida pela Lei nº 6062, sancionada no plenário da Câmara dos Vereadores. Alguns colégios privados já comunicaram a medida aos pais. Na rede municipal, a Secretaria de Educação estuda usar carimbo ou caneta com tinta permanente. O texto não informa a punição prevista para quem descumprir a determinação. Em tempo: a prefeitura entregará os novos uniformes apenas em março, um mês depois do início do ano letivo, porque houve atraso na licitação.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s