Gagliasso agradece trabalho da polícia no caso Titi

Um adolescente de 17 anos, pardo, e outra de 14 anos confessaram ter feito os comentários ofensivos à filha do ator na internet

Racismo é crime. Foi o que Bruno Gagliasso deixou claro em um post em sua página oficial no Facebook, na madrugada desta quarta (21), depois que a polícia identificou os suspeitos de ofender sua filha na internet. Na terça (20), foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em Guarulhos e Itaquaquecetuba, em São Paulo. A Operação Gagliasso investiga as ofensas de cunho racista contra Titi, de três anos, filha do ator com Giovanna Ewbank. Na postagem, o artista agradeceu a polícia e pediu que as pessoas denunciem o preconceito.

Uma menina de 14 anos e um rapaz de 17, pardo, confessaram ser autores das ofensas à criança, adotada neste ano pelo casal de artistas. A adolescente relatou ter criado um perfil falso em rede social para escrever as ofensas, acreditando que ficaria impune. Outras sete pessoas foram levadas para prestar depoimento à polícia.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s