Eduardo Paes vira réu em ação sobre campo de golfe olímpico

Ex-prefeito teria deixado de cobrar R$ 1,8 milhão à construtora da obra, afirma MPRJ

Eduardo Paes

A Justiça aceitou uma denúncia do Ministério Público Estadual (MPRJ) contra Eduardo Paes e a construtora Fiori Empreendimentos.

De acordo com a ação, o ex-prefeito teria deixado de cobrar da empresa uma dívida de licenciamento ambiental de R$ 1,8 milhão. Segundo o MPRJ, o valor é relativo à Taxa de Obras em Áreas Particulares. Ela deveria ter sido pago por conta da remoção de vegetação exótica na área do campo de golfe olímpico, construído pela Fiori na Barra.

Em nota, a assessoria de Paes informou que o caso em questão não gerou qualquer dano ou prejuízo ao tesouro municipal.”O ato questionado já foi revogado pelo Prefeito, antes do encerramento do mandato”, afirma o texto.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s