Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Triste fim: aberta com euforia em 2016, Forever 21 é despejada do Rio Sul

Inadimplente há quase um ano, rede americana de fast fashion tem 30 dias para desocupar loja de 1 200 metros quadrados no quarto piso do shopping

Por Da Redação 18 mar 2021, 14h13

Inaugurada há pouco menos de cinco anos com festa, distribuição de brindes e filas quilométricas na porta, a filial da rede americana Forever 21 no Rio Sul sai de cena de forma melancólica. Com o pagamento do aluguel atrasado desde abril de 2020 e uma dívida que ultrapassa os 800 000 de reais, a marca tem 30 dias para desocupar a loja de 1 200 m² que ocupa no quarto piso do centro comercial.

BBB: Sarah debocha da pandemia, revolta web e sua equipe pede desculpas

A decisão é da juíza Flávia Alves, da 14ª Vara Cível do TJRJ, que julgou como procedente a ação movida em agosto pelo Rio Sul. Os shoppings Tijuca e Plaza (Niterói) também entraram na Justiça contra a rede pelo mesmo motivo:  inadimplência no pagamento do aluguel.

Canal ‘Galãs Feios’ irrita primo de Carlos Bolsonaro, que vai processá-lo

Fundada na Califórnia, em 1984, por um casal de imigrantes sul-­coreanos, a Forever 21 está em processo de recuperação judicial nos Estados Unidos desde setembro de 2019 e, desde então, encerrou as operações em quarenta países. No Brasil, o número de lojas deste que já foi um colosso da fast fashion mundial caiu quase à metade: passou de 36 para 19. No Rio, 11 filiais em shoppings já fecharam as portas.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade
Publicidade