Clique e assine por apenas 4,90/mês

Sérgio Cabral é preso em nova etapa da Lava Jato

Ex-governador do Rio foi preso pela manhã acusado de esquema de corrupção que causou prejuízo de mais de R$ 200 milhões

Por Redação Veja Rui - Atualizado em 5 dez 2016, 10h55 - Publicado em 17 nov 2016, 12h12

O ex-governador do Rio Sérgio Cabral foi preso na manhã de quinta (17), na Operação Calicute, um dos desdobramentos da força-tarefa Lava Jato. Outros dez mandados de prisão foram expedidos e outras 14 pessoas foram conduzidas coercitivamente para depor, entre elas a ex-primeira dama do estado, Adriana Ancelmo.  Segundo os procuradores Cabral recebia mesadas nos valores entre R$ 200 mil e R$ 500 mil de empreiteiras. A prisão foi sob a suspeita de desviar recursos de obras feitas pelo governo estadual com recursos federais. A estimativa é que a o esquema tenha causado um prejuízo R$ 220 milhões.

+ Anthony Garotinho é preso pela Polícia Federal

O esquema de corrupção foi revelado pelas delações de executivos da Andrade Gutierrez e da Carioca Engenharia. O esquema de propina consistia na cobrança valores da reforma do Maracanã, Arco Metropolitano e PC das Favelas.

Ainda forma presos preventivamente Wilson Carlos Cordeiro da Silva Carvalho, ex-secretário do estado, Hudson Braga, ex-secretário de obras; Carlos Emanuel de Carvalho Miranda, sócio de Cabral na empresa SCF Comunicação, Luiz Carlos Bezerra, Wagner Garcia, José Orlando Rabelo e Luiz Paulo Reis.

Publicidade