Continua após publicidade

São João da Barra decreta emergência por falta d’água

Cidade do norte fluminense enfrenta grave crise de desabastecimento causada por estiagem prolongada

Por Redação Veja Rio
Atualizado em 5 dez 2016, 12h35 - Publicado em 13 nov 2014, 17h29

 

A prefeitura de São João da Barra, no Norte Fluminense, decretou na terça-feira, 11, situação de emergência por causa da estiagem e da seca. Com o decreto, todos os órgãos municipais ficam autorizados a atuarem “em ações de resposta ao desastre e reabilitação do cenário e reconstrução”, sob a organização da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil, afirmou o município em nota publicada no site oficial.

Por causa da longa estiagem e seca, o rio Paraíba do Sul está bem abaixo do normal, e favorece o avanço do mar e salinização da água na região e obrigou a interrupção do abastecimento local diversas vezes.

“O 5º Distrito está sendo constantemente afetado pela falta de energia elétrica, o que vem impedindo o acionamento das bombas e, consequentemente, o abastecimento de água potável na região”, afirmou o o coordenador da Defesa Civil, Adriano de Assis.

Continua após a publicidade

Escolas, creches, postos de saúde, entre outros órgãos municipais tem sido abastecidos com caminhões pipa pagos pela prefeitura para garantir o funcionamento dos serviços básicos de saúde e educação.

“Disponibilizamos, também, os poços artesianos para que a Cedae faça captação com auxílio de carros pipa para atender a rede de abastecimento da sede do município”, disse o secretário municipal de Meio Ambiente e Serviços Públicos, Marcos Sá.

Nos próximos dias devem ser iniciadas as obras de dragagem de 600 metros do rio Paraíba do Sul para 20 m de largura média e 4 m de profundidade. A obra estava prevista para começar dias atrás, mas o procurador da República Eduardo Santos de Oliveira pediu que a prefeitura de São João da Barra, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) apresentem estudos sobre o impacto ambiental das intervenções (com Estadão Conteúdo).

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.