Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

O ‘Dia do Fico’: Roxy vai continuar sendo cinema, garante Prefeitura

Ele foi foi incluído no Cadastro dos Negócios Tradicionais e Notáveis da cidade, o que impede qualquer modificação no ramo de atividade

Por Da Redação 17 jun 2021, 12h14

O Roxy fica. Inaugurado em 1938 e fechado pelo grupo Severiano Ribeiro por causa da pandemia, o cinema está à venda por 30 milhões de reais e pode até mudar de mãos – mas o ramo de atividade terá de ser preservado. A certeza de que o imóvel, uma preciosidade em estilo Art Déco na esquina da Avenida Copacabana com a Rua Bolívar, não deixará de funcionar como sala de exibição veio nesta quinta (17), com a publicação de um decreto publicado no Diário Oficial.

Assédio no Santo Inácio: MP pede indenização e afastamento de professores

No documento, a Prefeitura descreve o Roxy como um “marco referencial na cultura cinematográfica da cidade” e um “marco da arquitetura e engenharia modernas” e anuncia que ele passa a fazer parte do Cadastro dos Negócios Tradicionais e Notáveis do Rio. Isso garante um poder de veto a uma eventual tentativa de mudança de ramo – ou seja, qualquer intenção de modificação no negócio precisa ser submetida à autorização prévia do município.

Racismo no Leblon: “Não foi erro do casal, mas da sociedade”, diz Matheus Ribeiro

Entre os integrantes deste grupo de tradicionais e notáveis estão a Leiteria Mineira e a Charutaria Syria, ambas no Centro. O restaurante La Fiorentina foi adicionado em maio. O Roxy é tombado desde 2003, o que garante que seus elementos arquitetônicos não poderiam ser modificados, mesmo se ele virasse uma loja de departamentos, por exemplo. Com o novo decreto, veio a certeza de que ele continuará sendo um cinema. Projetado pelo arquiteto Rafael Galvão há 83 anos, o Roxy originalmente tinha 1.630 lugares numa sala única. Em 1991, foi fechado e reaberto no mesmo ano, com três salas, com capacidade para 800 pessoas cada.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

 

Continua após a publicidade

Publicidade