Clique e assine por apenas 4,90/mês

Roberto Menescal confessa que Barra da Tijuca não o inspira a fazer música

"Mas gosto de ter a praia por perto", diz o músico, que trocou Copacabana pela Zona Oeste

Por Elizabete Antunes - Atualizado em 5 dez 2016, 11h03 - Publicado em 24 set 2016, 01h00

Já na década de 60, Roberto Menescal trocou Copacabana — musa inspiradora de muitas de suas canções — pela Barra da Tijuca. Aos 78 anos, um dos criadores da bossa nova diz que da Barra só gosta do mar. “Ela não me inspira a fazer música, mas gosto de ter a praia por perto.” O músico, que apareceu na coluna Beira-Mar em 1992, relembra os anos de Zona Sul. “Quando morei em Copacabana, eu jogava bola no meio da rua. Só passava carro de meia em meia hora”, conta. “Éramos felizes e sabíamos. Ficávamos na areia tocando violão à noite. Hoje, acho que isso não é mais possível”, avalia, sem saudosismo. “Não gosto de olhar para trás, mas sinto saudade do futuro.”

Publicidade