Clique e assine por apenas 4,90/mês

Rio confirma primeira morte por raiva desde 2006

Morte de adolescente mordido por morcego gerou alerta no estado

Por Agência Brasil - Atualizado em 17 jun 2020, 21h04 - Publicado em 17 jun 2020, 19h05

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) informou nesta quarta (17) que confirmou a primeira morte por raiva no estado desde 2006. A vítima foi um adolescente de 14 anos, que foi mordido por um morcego em Angra dos Reis, no sul do estado.

Segundo a SES, o adolescente foi mordido pelo animal no fim de janeiro e não recebeu doses da vacina antirrábica. Em 22 de fevereiro, ele apresentou os sintomas da doença, que o levaram à internação em 7 de março.

+MP faz operação contra fraudes na compra de respiradores no Rio

Cinco dias depois de ter sido hospitalizado, ele foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva do Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira (IPPMG/UFRJ), onde a doença foi confirmada em 20 de março, por meio de exame de sangue. O adolescente morreu em decorrência da doença em 30 de março.

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

No dia 10 de junho, a secretaria estadual realizou uma reunião com representantes das 92 secretarias municipais de saúde. No encontro, foi reforçada a necessidade de manter as equipes  locais de vigilância capacitadas.

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Um informe foi encaminhado na última segunda-feira (15) aos municípios fluminenses, alertando sobre os protocolos do Ministério da Saúde (MS) para evitar casos de raiva.

Continua após a publicidade

+Ferj confirma volta do Campeonato Carioca nesta quinta (18)

“A SES ressalta que há indicativo no MS que haverá envio de vacina antirrábica animal para realização da campanha até novembro”, informa o comunicado.

Publicidade