Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

‘Karma do bem’ na Praia da Barra

Quiosque cria moeda virtual que, através de aplicativo, recompensa boas ações - como a coleta de lixo no entorno da barraca

Por Pedro Tinoco Atualizado em 19 mar 2021, 09h27 - Publicado em 19 mar 2021, 07h00

Na filosofia e nas religiões indianas, o karma é uma espécie de lei universal de causa e efeito, algo na linha mundana do “aqui se faz, aqui se paga”. No Quiosque K08, na Barra, “karmas” pagam água de coco, comidinhas e até o aluguel da cadeira de praia. A ideia, adotada neste verão, foi de Francisco Ferreira, proprietário do point de kitesurf na Praia do Pepê. Pai de um casal de campeões no esporte, Milla e Filippe Ferreira, além da caçula, Malia, ele sempre incentivou os filhos a catar o lixo no entorno do quiosque em troca de algo para beliscar.

Rio vai ganhar estátua de Marielle Franco em tamanho natural

Buser, a pedra no sapato das empresas de ônibus

A partir da virada do ano, profissionalizou a brincadeira ao adotar a moeda virtual que, através de um aplicativo, recompensa boas ações — como retirar a “sujeirada” da areia. “Tem um professor de altinha que entrou nessa de recolher o lixo e passou a almoçar aqui todo dia, pagando em karmas, é claro”, conta Ferreira. Empolgado, o dono do K08 agora quer transformar seu negócio no primeiro quiosque certificado pelo Instituto Lixo Zero, que atesta a correta gestão de resíduos sólidos. “Em um mês estaremos prontos”, promete.

O desafio de reerguer a cultura carioca no período pós-Crivella

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade

Publicidade