Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Rio vai ganhar uma estátua de Marielle Franco em tamanho natural

Monumento em homenagem à vereadora assassinada está sendo criado por Edgar Duvivier, também autor da Clarice Lispector de bronze instalada no Leme

Por Pedro Tinoco Atualizado em 19 mar 2021, 09h27 - Publicado em 19 mar 2021, 07h16

Em 14 de março completaram três anos, ou 1 096 dias, desde que a vereadora carioca Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, foram assassinados. A ausência, até hoje, de respostas para as perguntas “Quem mandou matar?” e “Por quê?” inspira a campanha Março por Marielle e Anderson. Mais de cinquenta ações, entre lives, debates, intervenções artísticas e outras manifestações, foram registradas no site do Instituto Marielle Franco.

O desafio de reerguer a cultura carioca no período pós-Crivella

‘Karma do bem’ na Praia da Barra

A solidariedade vem de diversas partes do mundo, da África do Sul ao Canadá, passando por Alemanha, Cuba, Índia e Itália, só para citar alguns. No Rio, os três anos de impunidade foram lembrados em outdoors e o artista plástico Edgar Duvivier está criando o modelo para uma estátua de bronze em tamanho natural (1,76 metro). O local para a instalação do monumento ainda não está definido, mas a Cinelândia e a Pedra do Sal são opções cogitadas.

Buser, a pedra no sapato das empresas de ônibus

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade