Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Prefeitura do Rio altera método de divulgação de mortes por Covid-19

Dados agora são contabilizados por data de óbito e não mais pelo dia do registro no sistema

Por Carolina Barbosa 9 fev 2021, 13h16

A Prefeitura do Rio mudou o método de divulgação de óbitos por Covid-19 e os dados recentes do novo painel mostram um redução nos números. Ou seja, em vez de computar e exibir os números de acordo com a data de registro no sistema, o painel interativo passou desde sexta (5) a apresentar as mortes de acordo com a data exata em que ocorreram, segundo revelado em reportagem do “RJTV”.

+Uerj adia vestibular para maio devido a alta de casos de Covid-19 no Rio

Ocorre que, como muitas vezes as vítimas são registradas com dias ou semanas de atraso, os números de janeiro e fevereiro caíram muito. Antes, por exemplo, um gráfico estampava 2 361 mortes em decorrência do novo coronavírus registrados em janeiro na capital fluminense. Após a mudança, o mesmo painel exibia nesta segunda (8) apenas 205 mortes (leia-se 91% a menos). Isso significa, no entanto, que apenas o método foi alterado (as mortes foram redistribuídas nas datas em que de fato correram) e não que haja uma queda na mortalidade.

+Coronavírus: Argentina detecta variante brasileira do Rio

De acordo com a prefeitura, essa nova versão busca facilitar o entendimento dos dados à população, colocando em evidência os indicadores de maior importância, uma vez que, segundo eles, os dados anteriores eram imprecisos do ponto de vista epidemiológico, porque não refletiam as mortes ao longo do tempo.

+Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade