Clique e assine por apenas 3,90/mês

Já tem vacina? Praias ficam lotadas em domingo de sol

Mesmo proibidos pela Prefeitura do Rio, houve muitos jogos pelas areais. O uso de máscaras, que é obrigatório, também não foi respeitado

Por Agência Brasil - Atualizado em 31 ago 2020, 11h57 - Publicado em 31 ago 2020, 11h24

Sol forte, céu azul e muito calor são motivos suficientes para encher as praias do Rio de Janeiro em condições normais, mas durante a pandemia da covid-19 não deveria ocorrer. Neste domingo (30), não foi diferente do que vem acontecendo nos fins de semana da cidade, apesar do decreto municipal que proíbe a permanência de frequentadores na areia.

+Covid-19: Rio registra 16 027 mortes pela doença 

Nas praias do Leme, Copacabana, Ipanema e Leblon, na Zona Sul, e Barra da Tijuca, na Zona Oeste, o que se via era muita aglomeração. Pessoas que não respeitavam não só o distanciamento, mas também não usavam máscaras.

Os banhos de mar e os esportes marítimos estão permitidos na capital, no entanto, a prática de jogos na areia como a altinha ainda não. Isso também foi desrespeitado.

+Atlas da Violência: assassinatos de negros crescem 11,5% em 10 anos 

Continua após a publicidade

Os ambulantes podem trabalhar, sem oferecer o aluguel de cadeiras e de barracas e bebida alcoólica. Em alguns pontos da orla, o número de barracas parecia o de um dia como outro qualquer sem os efeitos da pandemia. O colorido se espalhou e em alguns espaços era difícil ver a faixa de areia.

+Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Festa

Fora das praias, a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), impediu, na tarde deste domingo (30), uma rave que começou no início da manhã no sítio Espaço Verde Vila Festas e Eventos, na Ilha de Guaratiba, na Zona Oeste, e tinha muita aglomeração.

+OMS: suspensão de restrições a viagens internacionais deve ser gradual 

Na operação conjunta com a Polícia Militar, cerca de 150 pessoas que estavam no local foram retiradas.

Continua após a publicidade
Publicidade