Clique e assine por apenas 7,90/mês

PM se incomoda com barulho na frente de casa e mata garoto que jogava bola

Ryan do Nascimento tinha 16 anos e jogava bola na laje de um posto de saúde

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 18 jul 2018, 13h52 - Publicado em 18 jul 2018, 13h33
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Pedro Henrique Machado de Sá é cabo da PM e mora na rua Laranjeira do Sul, em Magalhães Bastos. Na madrugada desta quarta (18), ele se incomodou com o barulho produzido por quatro adolescentes que jogavam bola na laje de um posto de saúde em frente à sua casa e disparou na direção dos jovens. Um dos tiros matou Ryan Teixeira do Nascimento, de 16 anos. Agentes da Polícia Civil foram chamados, ouviram de cinco testemunhas que Pedro foi o autor dos disparos e o próprio policial assumiu o crime, que atribuiu à “algazarra” feita pelos meninos. “Foi gratuito. Não pode uma pessoa que anda por aí armada, supostamente fazendo a segurança dos cidadãos, perder o controle desse jeito por causa de barulho”, comentou um morador da região em entrevista ao jornal Extra.

Publicidade