Continua após publicidade

Pesquisa revela aumento de 23% de gatos adotados no Rio durante a pandemia

Aplacar a solidão foi o motivo citado por 12,8% dos entrevistados, que também observaram uma irritabilidade maior dos bichanos durante a quarentena

Por Bruna Motta
Atualizado em 30 out 2020, 16h35 - Publicado em 30 out 2020, 15h56

Fechados em suas casas durante a pandemia, cariocas buscaram nos gatos uma companhia para aplacar a solidão durante o confinamento. Esta é uma das conclusões a que chegou uma pesquisa feita em agosto deste ano. O levantamento mostrou que o número de adoções de felinos na cidade do Rio aumentou 23%, se comparado ao mesmo período no ano passado, e o motivo citado por 12,8% das pessoas que optaram por cuidar de um gato foi “ter uma companhia”.

+Tristeza sem fim: cidade do Rio não terá carnaval de rua em 2021 

Outros dados curiosos: 36% dos entrevistados disseram que a nova rotina imposta pelo coronavírus também impactou os bichanos, e seus gatos ficaram mais estressados durante a quarentena; 26% deles passaram a comer mais do que de hábito. A pesquisa foi encomendada pela Royal Canin.

+Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe mensalmente Veja Rio* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de Rio de Janeiro

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.