Clique e assine por apenas 4,90/mês

Orla do Leblon perde última casa; prédio de luxo será erguido no terreno

Construído nos anos 1930, imóvel fica entre as ruas João Lira e José Linhares; diretor da Globo negociou a compra da cobertura tríplex, de R$ 36 milhões

Por Cleo Guimarães - Atualizado em 3 jun 2020, 18h04 - Publicado em 3 jun 2020, 17h56

Espremida entre dois prédios, a casinha branca de janelas marrons entre as ruas João Lira e José Linhares, de frente para o mar do Leblon, está levando agressivas marretadas há alguns dias. Construída na década de 1930 num terreno de 326 m² na Avenida Delfim Moreira 558, a casa, a última da orla do bairro, está em pleno processo de demolição e deve vir ao chão em dez dias. Em seu lugar subirá – adivinha? – um prédio de alto luxo, com quatro andares e cobertura tríplex.

Lista: 20 filmes ‘sessão da tarde’ escondidos na Netflix

O terreno está avaliado em cerca de R$ 20 milhões, mas o valor total pago pelos imóveis – no plural, já que  tratam-se de casas geminadas de dois andares, com portas de entrada e garagens independentes – é mantido em segredo pela incorporadora que fechou o negócio. Segundo a Secretaria Municipal de Urbanismo, a demolição das casas foi autorizada pelo órgão, mas o pedido de licença de construção ainda está sendo avaliado.

Covid-19: ‘Me livrei do vírus, Graças a Deus!’, diz Susana Naspolini

Continua após a publicidade

Mesmo ainda sem a autorização oficial, o projeto do edifício já está pronto e potenciais compradores já vêm sendo contatados. O prédio terá portaria blindada e apartamentos de 268m², com pé direito de quase 4 metros de altura e três vagas na garagem cada um. Os preços variam entre R$ 12 milhões e R$ 17 milhões. Já a cobertura, um latifúndio de 500 m² divididos em três andares e com cinco vagas na garagem, sai por R$ 36 milhões. Na pré-venda, um diretor da Globo chegou a negociar a compra, mas o negócio não foi fechado.

 

Publicidade