Clique e assine com até 65% de desconto

Oficina do Pastel fecha as portas depois de 41 anos na Gávea

Casa dedicada somente ao salgado deixa uma legião de fãs que não se rendia a modismos e achava graça em seu cardápio com detalhe politicamente incorreto

Por Cleo Guimarães 17 nov 2020, 16h08

Muita gente foi pega de surpresa ao entrar no Shopping da Gávea e se deparar com gélidos tapumes no lugar do cenário reconfortante de uma casa que, por mais de quatro décadas, se recusou a aderir a modismos. Sem nenhuma informação, sem deixar rastro, a Oficina do Pastel fechou as portas, depois de 41 anos de dedicação exclusiva ao salgado frito (que também era servido em opções doces).

VEJA Rio divulga os finalistas do prêmio Comer & Beber

Lugar onde gerações de cariocas aprenderam a não ir com muita sede ao pote logo na primeira mordida – queimar a língua ou os lábios com seus recheios fumegantes, quem nunca? -, a Oficina servia 18 sabores de pastel, enormes, que valiam por uma refeição.

Prêmio VEJA Rio Comer & Beber: como será a festa da gastronomia carioca

Seu cardápio incluía o Pastel de Vento, que não constava no menu mas podia ser feito sob encomenda dos clientes (era um sucesso entre as crianças) e o Pastel Gay, com ricota fresca – e apresentado desta maneira mesmo. Era um detalhe hoje politicamente incorreto mas que, até onde se saiba, nunca gerou nenhuma queixa de seus clientes. Fazia parte do charme da casa.

+ Para receber VEJA Rio em casa, clique aqui

Continua após a publicidade
Publicidade