Clique e assine por apenas 4,90/mês

Naldo Benny é enquadrado na Lei Maria da Penha

Após acusação de agressão, cantor deve ficar a 100 metros de Ellen Cardoso

Por Redação Veja Rio - 7 dez 2017, 14h29
foto TV GLOBO / Matheus Cabral
foto TV GLOBO / Matheus Cabral Redação Veja rio/Veja Rio

Naldo Benny andava longe dos holofotes, mas voltou à cena por um péssimo motivo. Nesta quarta (06), o cantor foi alvo de uma decisão da magistrada Ana Paula Delduque com base na Lei Maria da Penha e denúncias ao Ministério Público por ameaça e lesão corporal decorrente de violência doméstica.

A medida protetiva estabeleceu que Naldo não fique a menos de 100 metros de distância de sua esposa Ellen Cardoso, a “Mulher Moranguinho”. A determinação foi dada após Ellen procurar a Delegacia de Atendimento a Mulher de Jacarepaguá no último sábado (02) para denunciar que sofria agressões físicas do marido e que ele mantinha em casa uma arma não registrada. A segunda informação foi confirmada nesta quarta (06) pela polícia, que apreendeu uma pistola calibre 7,65 e munição na casa do artista, que chegou a ser preso e logo depois foi liberado.

Ellen informou que Naldo lhe deu socos, tapas e puxões de cabelo após uma discussão por ciúmes. Apesar de triste, a cena é relativamente comum no no Rio. Dados divulgados em março pelo Tribunal de Justiça do estado davam conta de que, em média, 118 casos de lesão corporal contra mulheres são registrados todos os dias nas varas judiciais fluminenses. Entre 2010 e 2016, a Justiça estadual analisou 260 mil ações relacionadas a crimes desse tipo, 195 mil ligadas a casos de ameaça e expediu 120 mil medidas protetivas de urgência.

Publicidade