Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Médica atende o próprio pai, vítima de bala perdida

Engenheiro Sérgio Alves Figueiredo foi atendido por sua filha ao ser levado para o Hospital Albert Schweitzer após sofrer um tiro

Por Redação VEJA RIO 23 jul 2018, 16h31

Na manhã deste domingo (22), uma médica que estava de plantão no Hospital municipal Albert Schweitzer, em Realengo, Zona Oeste do Rio, atendeu o próprio pai após ele ter sido baleado durante uma troca de tiros entre criminosos. As informações são da 34ª DP (Bangu), onde o caso foi registrado.

O batalhão informou que houve um assalto na Rua Bernardo de Vasconcelos e, enquanto bandidos roubavam o carro em que estava o engenheiro Sérgio Alves Figueiredo e sua esposa, criminosos de uma comunidade próxima começaram a atirar na direção dos ladrões, que reagiram. Sérgio foi baleado e o veículo do casal foi levado pelos assaltantes. Na troca de tiro, outros dois pedestres também ficaram feridos.

A esposa de Sérgio registrou ocorrência na delegacia de Bangu e contou aos policiais que a própria filha do casal, médica no Albert Schweitzer, atendeu o pai quando ele chegou à unidade de saúde.

  • Publicidade