Clique e assine por apenas 4,90/mês

Médica atende o próprio pai, vítima de bala perdida

Engenheiro Sérgio Alves Figueiredo foi atendido por sua filha ao ser levado para o Hospital Albert Schweitzer após sofrer um tiro

Por Redação VEJA RIO - 23 jul 2018, 16h31

Na manhã deste domingo (22), uma médica que estava de plantão no Hospital municipal Albert Schweitzer, em Realengo, Zona Oeste do Rio, atendeu o próprio pai após ele ter sido baleado durante uma troca de tiros entre criminosos. As informações são da 34ª DP (Bangu), onde o caso foi registrado.

O batalhão informou que houve um assalto na Rua Bernardo de Vasconcelos e, enquanto bandidos roubavam o carro em que estava o engenheiro Sérgio Alves Figueiredo e sua esposa, criminosos de uma comunidade próxima começaram a atirar na direção dos ladrões, que reagiram. Sérgio foi baleado e o veículo do casal foi levado pelos assaltantes. Na troca de tiro, outros dois pedestres também ficaram feridos.

A esposa de Sérgio registrou ocorrência na delegacia de Bangu e contou aos policiais que a própria filha do casal, médica no Albert Schweitzer, atendeu o pai quando ele chegou à unidade de saúde.

Publicidade