Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Tarcísio Motta: ‘ Conceder honraria a Weintraub é uma vergonha’

O vereador do PSOL se revolta diante da decisão da Câmara dos Vereadores do Rio em premiar o Ministro da Educação com a medalha Pedro Ernesto

Por Carolina Barbosa 6 mar 2020, 15h44

Após a Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro aprovar a proposta do vereador Major Elitusalem (PSC), com 22 votos a favor e 10 contra, em conceder ao polêmico Ministro da Educação, Abraham Weintraub, a medalha Pedro Ernesto, nesta quinta (5), o vereador Tarcísio Motta (PSOL) se manifestou. É que a medalha é a principal homenagem que o Rio presta a quem mais se destaca na sociedade brasileira ou internacional. A VEJA RIO, o professor disse que é um absurdo o político ganhar a mais alta honraria do Poder Legislativo Carioca. “É uma falta de respeito, uma vergonha, uma falta de consideração com o Pedro Ernesto e sua família”, disse Motta. “Na verdade, estamos falando de um vereador (Elitusalem) que está querendo palco em ano eleitoral, por isso tenta se promover homenageando um ministro do governo Bolsonaro. Um tremendo absurdo”, indigna-se.

+Malu Mader sobre Bolsonaro: ‘Triste ver um retrocesso tão veloz’

Para Tarcísio Motta, não há explicações plausíveis para a homenagem. “Ele (Weintraub) não mostra a que veio, não fez nada para merecer esse destaque. É o pior Ministro da Educação da história do Brasil. Os membros da Comissão de Educação da Câmara votaram contra essa proposta. Dar uma medalha a alguém que corta a verba da educação é o fim da picada”, afirmou ele, antes de completar: “Não tem critério nenhum para tal concessão. Os vereadores votam sem ter conhecimento da personalidade que está em jogo”.

No plenário, a bancada do PSOL protestou, com direito a placa relembrando os erros ortográficos cometidos pelo ministro da pasta, a exemplo da palavra “imprecionante”. Nas redes sociais, o vereador também se posicionou:

 

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

O que é "impreCionante", como escreve o ministro Weintraub, é a Câmara de Vereadores homenagear quem cortou 7.500 bolsas de pesquisa, quem usa termos como "égua sarnenta" pra atacar mulheres, quem tornou o Enem um fiasco, quem ataca universidades com fake news. Homenagear quem vai pro lixo da história. A bancada do PSOL votou NÃO para medalha ao ministro da educação de Bolsonaro. Foto de @claricelissovsky

A post shared by Tarcísio Motta (@tarcisiomottapsol) on

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade