Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

A cada dois dias, é registrado um caso de maus-tratos contra animais no Rio

Ao todo, foram contabilizadas 193 ocorrências nas delegacias do estado em 2020. Saiba como denunciar

Por Luiza Maia Atualizado em 28 dez 2021, 15h07 - Publicado em 28 dez 2021, 15h04

Um animal é vítima de maus-tratos a cada dois dias no Rio, de acordo com um estudo do Instituto de Segurança Pública (ISP). O levantamento mostra que, ao todo, foram registrados 193 crimes contra animais nas delegacias do estado em 2020 – número 3% menor em relação a 2019.

+ Orla de Copacabana ganhará reforço na segurança em 2022

Mencionados 102 vezes nas ocorrências, os cachorros ocupam o primeiro lugar no ranking dos bichos que mais foram vítimas, seguidos por gatos (35) e aves (29). Outras treze espécies também figuram na lista, como macaco, cobra, vaca, ovelha, e até mesmo iguana, capivara e jacaré.

Grande parte dos crimes relatados ocorreu dentro de casa (63%) – 11% a menos do que o observado em 2019 – e em mais da metade dos casos os tutores foram os responsáveis (58%). Já em 12% dos ocorridos, os vizinhos foram os culpados pelas agressões. Para a maior parte das ocorrências, o desfecho foi positivo: quase 70% resultaram em resgate dos animais.

Compartilhe essa matéria via:

A diretora-presidente do ISP, Marcela Ortiz, reforça a importância de falar sobre o tema e as punições existentes para esses casos. “Muita gente ainda não sabe ou não entende que a prática de abuso contra animais é um crime. O autor pode ter que cumprir detenção de três meses a um ano, além de pagar multa. No caso de cães e gatos, a lei 9.605/98 prevê uma pena ainda maior, podendo chegar a cinco anos de prisão”, explica a diretora.

Entre as atitudes consideradas maus-tratos, estão: abandono, agressões físicas, manter o animal preso a correntes ou cordas, deixá-lo desprotegido e/ou desprovido de alimentação adequada, capturar animais silvestres, entre outras.

Continua após a publicidade

+ Para receber VEJA RIO em casa, clique aqui

Como denunciar os casos

Polícia Militar: 190.

Comando de Polícia Ambiental (CPAm): (21) 2334-7634. 

Linha Verde – Disque Denúncia: 0300-253-1177.

Os casos também podem ser registrados em qualquer delegacia da Polícia Civil no estado.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Saiba tudo o que acontece na Cidade Maravilhosa. Assine a Veja Rio e continue lendo.

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Veja Rio! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da Veja Rio, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas do Rio.

Receba mensalmente a Veja Rio impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet

a partir de R$ 12,90/mês