Clique e assine por apenas 4,90/mês

Mais de 67% das vítimas de crimes violentos no Rio são negros e pardos

Dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública do Rio mostra que grupo foi vítima de 3.379 mortes em 2015

Por Redação VEJA RIO - Atualizado em 5 dez 2016, 11h28 - Publicado em 24 fev 2016, 20h31

Uma série de dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública do Rio nesta terça (23) mostra quem são as principais vítimas de crimes violentos no estado. A tabela divulgada pelo órgão contabilizou 5.006 casos de crimes letais no ano de 2015. Destes, 22% foram cometidos contra brancos, enquanto os negros e pardos correspondem a 23,1% e 46,4%, respectivamente. Na segunda (22), a Anistia Internacional já havia apontado que negros e pobres são as principais vítimas de crimes violentos no Brasil.

+ Joalheria no shopping Riosul é alvo de assalto

De acordo com o ISP, enquadram-se nos casos de letalidade violenta: homicídio doloso (4.197 casos); homicídios decorrentes de intervenção policial (644 casos); latrocínio (133 casos); e lesão corporal seguida de morte (32 casos).

O relatório também mostra que 89,6% das vítimas eram homens. Região mais violenta, a Baixada Fluminense foi o local de 33% dos casos, o que corresponde a 1.702 mortes.

Publicidade