Clique e assine por apenas 7,90/mês

Maior relógio de quatro faces do mundo volta a operar na Central do Brasil

Big Ben carioca estava quebrado desde fevereiro de 2017

Por Redação VEJA RIO - 22 jun 2018, 14h38
Alexandre Macieira/Divulgação

O Relógio da Central do Brasil voltou a funcionar em fase de testes, após mais de um ano quebrado. Maior equipamento do tipo com quatro faces do mundo, o Big Ben carioca sofria desde fevereiro de 2017 com falta de manutenção e de orçamento para reparos.

Localizado entre os 21º e 26º andares da torre da Central, o relógio a mais de 100 metros do chão é de 1943. Seus ponteiros foram sincronizados com o dos equipamentos que funcionam dentro da estação. A notícia da reativação de um das marcas registradas do Centro do Rio foi divulgada pelo colunista Ancelmo Gois, nesta quinta (20), em sua coluna no jornal O Globo.

Publicidade