Clique e assine por apenas 4,90/mês

Lula deve se reunir com artistas e intelectuais no Rio

O ex-presidente deve participar de ato também em São Paulo antes de seu julgamento, no dia 24

Por Redação VEJA RIO - 8 jan 2018, 16h42
Jefferson Coppola/Acervo Abril

Na semana anterior ao seu julgamento no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em Porto Alegre, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve participar de dois encontros com artistas e intelectuais no Rio e em São Paulo. No dia 24, a corte vai analisar em segunda instância o processo do tríplex do Guarujá (SP), da operação Lava-Jato, no qual Lula foi condenado em julho a nove anos e meio de prisão. 

No Rio, o ex-presidente participa de um evento no teatro Oi Casa Grande, no Leblon, no dia 16, segundo informação divulgada pela deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) e pelo sociólogo Emir Sader, filiado ao PT. Em São Paulo, a ideia é promover um evento similar no Tuca (Teatro da Universidade Católica de São Paulo), em Perdizes, no dia 18, como informou o ex-ministro e vice-presidente do PT Alexandre Padilha. Ambos os locais foram pontos de resistência política e cultural durante a ditadura, e abrigaram recentemente atos em defesa de Lula e da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Caso seja condenado no dia 24, Lula pode se tornar inelegível ou até mesmo ser preso. O petista tem liderado as pesquisas de intenção de voto para as eleições presidenciais de 2018. Em julho, Lula foi condenado pelo juiz Sergio Moro, da Justiça Federal do Paraná, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Os advogados afirmam que não há prova dos crimes e que evidências da inocência do ex-presidente foram ignoradas.

Publicidade